Apreendido adolescente suspeito de ataque a escola em Charqueadas

Ele, um irmão e a mãe foram encaminhados à Delegacia de Polícia e serão ouvidos pelo delegado responsável pelo caso

Por Portal de Notícias 21/08/2019 - 16:58 hs
Foto: Carla Miller Trainini
Apreendido adolescente suspeito de ataque a escola em Charqueadas
Adolescente, um irmão e a mãe foram apresentados pela BM na Delegacia de Polícia

Por volta das 16h15, a Brigada Militar apreendeu um adolescente suspeito de ser o autor do ataque ao Instituto Estadual de Educação (IEE) Assis Chateaubriand, ocorrido no início da tarde desta quarta-feira (21). Ele, um irmão e a mãe foram apresentados pela BM na Delegacia de Polícia e estão sendo ouvidos pelo delegado Marco Aurélio Schalmes.
De acordo  com o comandante do 28º Batalhão de Polícia Militar (28º BPM), tenente-coronel Maurício Campos Padilha, a apreensão do suspeito ocorreu a partir de informações de uma pessoa que viu o agressor e o conhecia.
- Com as informações obtidas pelo policiamento ostensivo e pelo serviço de inteligência, montamos uma operação e conseguimos apreendê-lo.
Segundo informou o secretário de Segurança, Ranolfo Vieira Júnior, o adolescente tem 17 anos e é um ex-aluno da escola. O ataque teria sido motivado por bullying. Os promotores de Justiça da Comarca de Charqueadas acompanham o caso.


O CASO

No início da tarde desta quarta-feira (21), em Charqueadas, um jovem de aproximadamente 16 anos invadiu a sala de aula do 7º ano do Instituto Estadual de Educação (IEE) Assis Chateaubriand, na Vila Aços Finos Piratini. Ele tentou atear fogo na sala com um coquetel molotov e agrediu seis alunos com golpes de machadinha. Os feridos são dois meninos de 14 anos e dois de 12 anos, além de duas meninas de 13 e 14 anos. As vítimas foram encaminhadas ao Hospital de Charqueadas com ferimentos leves nas mãos, costas e pernas.
De acordo com o relato de uma das vítimas, um professor de Educação Física conseguiu tomar a machadinha do agressor, que fugiu sem ser identificado. O agressor estava com o rosto coberto e usava roupas escuras.
Peritos do Instituto-Geral de Perícias periciaram a escola. Em uma mochila deixada no local pelo agressor, os peritos encontraram três garrafas e um invólucro que, possivelmente, contenha substância inflamável.
A segurança foi reforçada no entorno das escolas do município devido a boatos que circulam em grupos de WhatsApp de que haveria novos ataques que, porém, não foram confirmados.
O vice-governador e secretário de Segurança Pública, Ranolfo Vieira Júnior, o subchefe de Polícia, Fábio Mota Lopes, e o secretário estadual de Educação, Faisal Karam, estão na cidade.
- Não vamos medir esforços para chegar à autoria deste fato. Todas as medidas já foram tomadas e queremos tranquilizar a comunidade de Charqueadas e gaúcha. Um fato desta natureza impacta a sociedade e todo o apoio que o Estado deve dar, será dado  – disse o secretário de Segurança.

HOSPITAL EMITE NOTA

O Hospital de Charqueadas emitiu uma nota sobre a situação dos feridos. “Seis jovens, alunos do Instituto Estadual Educacional Assis Chateaubriand, de Charqueadas, foram atendidos no Hospital de Charqueadas, após serem atacados com golpes de machadinha por um homem na escola, na tarde desta quarta-feira (21). São quatro meninas e dois meninos, entre 12 e 14 anos, e todos já foram liberados. Todos os estudantes apresentaram ferimentos superficiais e nenhum necessitou de realização de cirurgia”, diz a nota.

Aguarde mais informações