Gerdau recicla 14 milhões de toneladas de sucata anualmente

Maior recicladora da América Latina, Gerdau tem a sucata como principal matéria-prima

Por Marcos Essvein 06/06/2016 - 10:03 hs
Foto: LEONID STRELIAEV
Gerdau recicla 14 milhões de toneladas de sucata anualmente
Cerca de 75% do aço produzido pela Gerdau no mundo é feito a partir da reciclagem de sucata ferrosa

O aço pode ser reciclado infinitas vezes sem perder a qualidade, o que torna a Gerdau uma empresa recicladora por essência. Esse conceito está presente em distintas etapas do seu ciclo produtivo – da matéria-prima até a reutilização dos coprodutos. Maior recicladora da América Latina, transformando globalmente, por ano, 14 milhões de toneladas de sucata em aço, a empresa investe continuamente na atualização tecnológica de suas plantas industriais em busca de inovadoras formas de contribuir com o meio ambiente. Em 2015, por exemplo, foram aplicados R$ 262 milhões nessa área.

Uma das grandes contribuições da empresa para a sociedade é a reutilização de materiais obsoletos descartados. Cerca de 75% do aço produzido pela Gerdau no mundo é feito a partir da reciclagem de sucata ferrosa, a companhia adquire o material a partir de cooperativas, de comércios de sucatas, de refugo industrial e, ainda, retirando veículos inutilizados dos pátios dos Detrans em diversos estados do País. Em função desse processo, a Gerdau contribui para uma menor utilização de recursos naturais ao reduzir o consumo energético e o uso de insumos como calcário e carvão mineral para a produção de aço. Assim, minimiza a emissão de gases formadores do efeito estufa.

 

Mais de 15 mil toneladas de veículos reciclados em 2015

 

Para ampliar ainda mais a coleta de sucata nas regiões onde atua, a Gerdau desenvolve projetos voltados a solução de problemas que impactam o setor público, como promover a destinação correta de automóveis, caminhões e ônibus fora de circulação. A Empresa adquire veículos dos pátios dos Detrans em diversos estados do País via leilão para serem reprocessados e transformados em aço. As parcerias possibilitaram que a Gerdau pudesse reciclar mais de 12,5 mil veículos no Brasil, Peru e Colômbia em 2015.

A Empresa é responsável por todo processo de descontaminação, destinação dos resíduos gerados, compactação e transporte desses veículos. Além de contribuir para o meio ambiente, essas iniciativas desempenham um importante papel socioeconômico, pois reduzem as despesas dos governos com o armazenamento e geram receita pela venda da sucata.

 

Reciclagem de coprodutos

 

A cada ano, a Empresa vem ampliando estudos técnicos para a descoberta de inovadoras empregabilidades aos coprodutos de seus processos produtivos. Em 2015, 78% dos coprodutos gerados no processo produtivo do aço na Gerdau foram reaproveitados internamente ou por distintos segmentos da economia, gerando uma receita de R$ 256 milhões para a Empresa e economia de 30 a 50% no uso de matéria-prima pelas empresas que adquirem o aço. Os materiais foram utilizados para construção de estradas, pavimentação, produção de ferro-liga, fabricação de cimento e cerâmicas, entre outras aplicações.








Deixe seu Comentário

Os comentários de leitores, no site ou em redes sociais, não representam a opinião do Portal de Notícias e são de responsabilidade única e exclusiva de seus autores, que poderão ser responsabilizados legalmente pelo seu conteúdo.