Seja bem-vindo
São Jerônimo, RS, 13/07/2024

  • A +
  • A -
Publicidade

Aprovação de Lula sobe para 54% e rejeição cai para 43%, aponta pesquisa

No eleitorado evangélico, Lula continua mais reprovado do que aprovado

Ricardo Stuckert / Presidência
Aprovação de Lula sobe para 54% e rejeição cai para 43%, aponta pesquisa Presidente Luiz Inácio Lula da Silva
Publicidade

O trabalho do presidente Luiz Inácio Lula da Silva é aprovado por 54% dos brasileiros e reprovado por 43%, aponta pesquisa Quaest divulgada nesta quarta-feira (10/07). Outros 4% não sabem ou não responderam. A margem de erro do levantamento é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos.

O resultado indica que a aprovação do petista voltou a se descolar da reprovação. Em maio, os percentuais eram de 50% e 47%, respectivamente, o que apontava empate técnico entre os dois indicadores.

A pesquisa ouviu 2 mil pessoas com 16 anos ou mais em 120 municípios brasileiros, entre os dias 5 e 8 de julho. O levantamento foi encomendado pela Genial Investimentos.

A aprovação de Lula entre os eleitores com renda familiar de até 2 salários mínimos subiu de 62% para 69% em relação à última pesquisa, e a reprovação caiu de 35% para 26% – a margem de erro nesse grupo é de 4 pontos percentuais. Com o movimento, o presidente passou a ter uma aprovação 43 pontos maior do que a reprovação.

No eleitorado evangélico, Lula continua mais reprovado do que aprovado: 52% contra 42%. A diferença de 10 pontos, entretanto, é a menor desde outubro de 2023 e está em tendência de queda desde fevereiro de 2024, quando a reprovação do presidente atingiu o ápice nesse grupo, com 62%, e a reprovação, o piso (35%). A margem de erro é de 4 pontos.

Entre os eleitores com ensino fundamental completo, a aprovação passou de 60% para 65%, e a reprovação, de 37% para 30% (a margem de erro é de 4 pontos) – a diferença entre os dois indicadores em julho, de 35 pontos, é a segunda maior desde o início do mandato.

Houve queda da reprovação do trabalho de Lula entre homens e mulheres, segundo a Quaest. No público feminino, a reprovação passou de 44% para 39%, enquanto no masculino saiu de 51% para 45%. A aprovação oscilou dentro da margem de erro: no público feminino, passou de 54% para 57% e no masculino foi de 47% para 50%.

Principais índices da pesquisa:

  • Aprovação Geral:

    • 54% dos brasileiros aprovam o trabalho de Lula.
    • 43% desaprovam.
    • 4% não souberam ou não responderam.
    • Margem de erro: 2 pontos percentuais para mais ou para menos.
  • Comparativo com maio:

    • Aprovação em maio: 50%.
    • Reprovação em maio: 47%.
    • Situação anterior: Empate técnico.
  • Renda familiar de até 2 salários mínimos:

    • Aprovação subiu de 62% para 69%.
    • Reprovação caiu de 35% para 26%.
    • Margem de erro neste grupo: 4 pontos percentuais.
    • Diferença: Aprovação 43 pontos maior que a reprovação.
  • Eleitorado evangélico:

    • Aprovação: 42%.
    • Reprovação: 52%.
    • Diferença de 10 pontos (menor desde outubro de 2023).
    • Margem de erro: 4 pontos.
    • Tendência de queda na reprovação desde fevereiro de 2024.
  • Eleitores com ensino fundamental completo:

    • Aprovação subiu de 60% para 65%.
    • Reprovação caiu de 37% para 30%.
    • Margem de erro: 4 pontos.
    • Diferença entre aprovação e reprovação: 35 pontos (segunda maior desde o início do mandato).
  • Gênero:

    • Mulheres:
      • Aprovação: 57% (subiu de 54%).
      • Reprovação: 39% (caiu de 44%).
    • Homens:
      • Aprovação: 50% (subiu de 47%).
      • Reprovação: 45% (caiu de 51%).

Publicidade



COMENTÁRIOS

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Buscar

Alterar Local

Anuncie Aqui

Escolha abaixo onde deseja anunciar.

Efetue o Login

Recuperar Senha

Baixe o Nosso Aplicativo!

Tenha todas as novidades na palma da sua mão.