Nelson Teich pede demissão do Ministério da Saúde

Teich não conseguiu acordo com estados e municípios para o plano de flexibilização do isolamento e, ainda, diverge do presidente quanto ao uso da cloroquina

Por Portal de Notícias 15/05/2020 - 12:38 hs
Foto: Marcello Casal / Agência Brasil
Nelson Teich pede demissão do Ministério da Saúde
Ministro Nelson Teich pediu demissão hoje

O Ministério da Saúde informou que o ministro Nelson Teich pediu exoneração do cargo na manhã desta sexta-feira (15/05). No comunicado, a pasta não esclarece o motivo da saída, mas informa que uma coletiva de imprensa será marcada para esta tarde.
Teich assumiu o cargo há um mês, após a saída do ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, em 16 de abril. Mandetta e o presidente Jair Bolsonaro divergiam sobre os caminhos para o combate à pandemia do novo coronavírus no país, como as medidas de isolamento social e o uso da hidroxicloroquina no tratamento de pacientes.
É a segunda saída de um ministro da Saúde em meio ao combate à pandemia de coronavírus no Brasil. Desde o início do governo de Bolsonaro e até Teich assumir, Mandetta estava no cargo.
Teich vinha passando pelo "processo de fritura". Além disso, passou por momento de constrangimento quando foi avisado pela imprensa da decisão do presidente Jair Bolsonaro de aumentar a lista de serviços essenciais. Ele não foi consultado sobre a mudança.
Teich também não vinha atendendo as expectativas de Bolsonaro em conseguir acordo com estados e municípios para o plano de flexibilização do isolamento – o presidente segue defendendo a política de isolamento vertical. Teich não apoiava publicamente o desejo do presidente.
Outro ponto era o uso de cloroquina defendido por Bolsonaro para tratamento dos pacientes de coronavírus. Nelson Teich é bastante cauteloso em suas manifestações públicas sobre o tema. Na terça-feira (12/05), em postagem no Twitter, ressaltou a questão dos efeitos colaterais do medicamento:

Nelson Teich (@TeichNelson)
12 de mai de 2020

O @minsaude em 23.03 informou que a cloroquina pode ser prescrita para pacientes hospitalizados (https://bit.ly/3fIcIQe ). O @Medicina_CFM , em 23.04, entendeu a excepcionalidade em que vivemos e possibilitou o uso em outras situações (https://bit.ly/35OtIj7 )


Nelson Teich (@TeichNelson)
Um alerta importante: a cloroquina é um medicamento com efeitos colaterais. Então, qualquer prescrição deve ser feita com base em avaliação médica. O paciente deve entender os riscos e assinar o “Termo de Consentimento” antes de iniciar o uso da cloroquina.

==================
RECEBA NOTÍCIAS PELO TELEGRAM
Inscreva-se no grupo do Portal de Notícias no Telegram e receba notícias da região Carbonífera
> Baixe o Telegram na sua loja de aplicativos
> Entre no grupo pelo link:
https://t.me/joinchat/MXKl8hN1N3Ol7kAnfvgcwg
=====================

 








Deixe seu Comentário

Os comentários de leitores, no site ou em redes sociais, não representam a opinião do Portal de Notícias e são de responsabilidade única e exclusiva de seus autores, que poderão ser responsabilizados legalmente pelo seu conteúdo.