Cobrança nas novas praças de pedágio das BRs 386 e 101 começa em 9 de fevereiro

Na Tabaí-Canoas as cancelas ficam em Montenegro, Paverama, Fontoura Xavier e Victor Graeff e, na Freeway, em Três Cachoeiras

Por Portal de Notícias 29/01/2020 - 15:23 hs
Foto: Divulgação / CCR ViaSul
Cobrança nas novas praças de pedágio das BRs 386 e 101 começa em 9 de fevereiro
Cobrança começa dia 9 em todas as praças

A partir da 0h00 do dia 9 de fevereiro, a CCR ViaSul inicia a cobrança da tarifa nas cinco novas praças previstas pelo contrato de concessão. Os pedágios estão localizados na BR-101(freeway) em Três Cachoeiras (km 35,2) e na BR 386 (Tabaí-Canoss), em Victor Graeff (km 204,4), em Fontoura Xavier (km 262,7), em Paverama (km 375,8) e em Montenegro (km 426). A tarifa inicial será de R$ 4,40 em todas as praças, cobrada em ambos os sentidos das rodovias.
Nesta quinta-feira (30/01), à 0h00, a concessionária inicia a operação assistida nesses pedágios. Os veículos que passarem pelas praças serão abordados e os usuários avisados do começo da cobrança da tarifa no dia 9, por meio de material informativo com dados gerais sobre os pedágios. Além disso, nesse período as equipes realizam os últimos treinamentos práticos, ajustando as transações, sistema de arrecadação, etc. Essa operação vai até o começo da cobrança oficial.
A cobrança foi autorizada pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), em reunião realizada na tarde desta terça-feira (28/01), na superintendência da entidade em Brasília, e publicação no Diário Oficial da União nesta quarta-feira (29/01), além do cumprimento, pela concessionária, das obrigações previstas em contrato de concessão após vistorias realizadas em dezembro de 2019.
Foram contratados, inicialmente, 200 colaboradores para o atendimento nas novas praças e aproximadamente outros 50 profissionais estarão envolvidos no começo da operação nos pedágios. Todo o trecho concedido da CCR ViaSul já conta com os serviços de atendimento médico e mecânico e, ao longo do ano, recebeu os trabalhos iniciais de recuperação do pavimento, manutenção e conservação.


A CCR é a maior concessionária de rodovias do país e é responsável, entre outras, pela administração da Presidente Dutra, que liga São Paulo ao Rio de Janeiro e da Anhanguera-Bandeirantes, que faz a conexão da capital paulista ao interior do Estado.
Assinada em 11 de janeiro de 2019, o contrato que entregou a concessão da Rodovia de Integração do Sul (RIS) – inclui quatro rodovias federais gaúchas: freeway,  BRs 101, 386 (entre Canoas e Carazinho) e 448, a Rodovia do Parque. A empresa paulista é responsável pela recuperação, manutenção e conservação das vias e vai administrar as sete praças de pedágio por um período de 30 anos.
A concessão exige investimento de R$ 5 bilhões em obras e R$ 3,8 bilhões em manutenção e operação, abrangendo 36 municípios, em um total de 473,5 quilômetros de estrada. A expectativa é que sejam gerados 4 mil empregos durante as obras, segundo estimativa do Piratini.