Projetos de alunos do IFSul Charqueadas garantem participação em feiras internacionais

Credenciamento foi obtido com a participação da Infomatrix Brasil, que aconteceu em Araranguá-SC, e levará os estudantes e professores ao México e à Tunísia

Por Portal de Notícias 09/10/2018 - 14:30 hs
Foto: Divulgação
Projetos de alunos do IFSul Charqueadas garantem participação em feiras internacionais
Alunos premiados na Infomatrix Brasil, em Araranguá-SC

MARCOS ESSVEIN

Na última semana, mais dois projetos de pesquisa e inovação realizados por alunos do Instituto Federal Sul-rio-grandense (IFSul) Câmpus Charqueadas foram credenciados para participação em feiras internacionais. Os trabalhos participaram a Infomatrix Brasil, na cidade de Araranguá, Santa Catarina, onde obtiveram o credenciamento para a Infomatrix Latino America, no México, e para a ATAST, na Tunísia.
O projeto "S-trat: tratamentos de saúde", desenvolvido pelo formando do curso de Tecnólogo em Sistemas para Internet, Gabriel Zanatto Salami, orientado pelo professor Calebe Micael, foi credenciado para participar da Tunisian Association for the Future Sciences and Technology (ATAST), que ocorrerá na Tunísia, em 2019.
O projeto "P.H.A.R.A.O. – Protótipo de hardware aberto para reconhecimento e ação com objetos", desenvolvido pelos estudantes do Curso de Mecatrônica, Natália Bratkowski e Gustavo Machado, orientados pelo professor Carlos Sarmanho Jr., foi credenciado para participar da Infomatrix Latino America, que ocorrerá em Guadalajara, no México, também em 2019.
Desde 2007, projetos de pesquisa premiados na Mocitec – Mostra de Ciência e Tecnologia do Câmpus Charqueadas, são credenciados para feiras estaduais e nacionais. E, durante este período, vários destes projetos conseguiram boas colocações e o credenciamento para feiras internacionais. “Esses resultados são fruto de um trabalho que vem sendo realizado desde a implantação da Instituição na cidade de Charqueadas. A Mocitec vem mostrando o potencial transformador que as feiras e mostras de ciências e tecnologias podem gerar no processo de ensino em sua integralidade”, diz o coordenado de Pesquisa do Câmpus, professor Vinícius Guimarães (leia a entrevista abaixo).

Leia também:
Projeto de alunos do IFSul Charqueadas é medalha de prata na Romênia
Projeto de alunos do IFSul Charqueadas é premiado em São Paulo e credenciado para feira no Panamá


Gabriel Zanatto Salami, 22 anos, desenvolvedor do projeto "S-trat: tratamentos de saúde" diz estar eufórico com o credenciamento e com a possibilidade de representar a cidade em uma feira internacional. Zanatto revela que ficou surpreso com a premiação, já que esta é sua primeira participação em feiras, e projeta meios para conseguir recursos financeiros para a viagem à Tunísia, na África do Norte.
- Sinceramente, não esperava a medalha de ouro e muito menos o credenciamento, que eram alvos somente de brincadeiras entre a comitiva, e conforme iam saindo as premiações de destaques, bronze, prata, era muito bom ver a animação dos participantes recebendo prêmios e medalhas. Quando chamaram meu nome para uma das três medalhas de ouro, o coração disparou, não acreditei, foi muito satisfatório. Quando chamaram para o credenciamento para ATAST, feira internacional a ser realizada na Tunísia em 2019, a euforia tomou conta, junto com o orgulho de poder representar o lugar de onde eu vim, em outro continente. Agora, já em casa e com a poeira baixa, cabe medir e avaliar quanto ao ponto de vista financeiro, ajuda do campus, rifas, etc. Cabe também agradecer aos professores, profissionais da área de saúde, pacientes, e todos mais que tornaram esse projeto possível – destaca Zanatto.

Leia também:
Projeto de estudantes do IFSul Charqueadas é primeiro colocado em feira no México
Corte de recursos é de 76% no IFSul Charqueadas
Estudantes do IFSul Charqueadas embarcam para uma das maiores feiras de engenharia do mundo


Desenvolvedora do projeto P.H.A.R.A.O em parceira com o colega Gustavo Machado, do Curso de Mecatrônica, Natália Bratkowski, 19 anos, diz que a expectativa para a Infomatrix Latino América é alta.
 - Nos sentimos extremamente orgulhosos em representarmos o IFSul Câmpus Charqueadas em uma feira internacional e a expectativa é alta. É o terceiro ano seguido que alunos do câmpus ganham credencial para essa feira e isso mostra os efeitos de todo apoio e incentivo à pesquisa que recebemos do Instituto. Esperamos fazer uma ótima apresentação, conhecer pessoas e projetos de todo o mundo e, quem sabe, ganhar algum prêmio também (risos), mas só o fato de irmos é uma grande vitória para nós – conta Natália.



ENTREVISTA

Professor Vinícius Guimarães,
coordenador de Pesquisa do IFSul Charqueadas (foto: Claudinho Fotografias)

Ao longo dos anos, diversos projetos do IFSul Charqueadas vêm se destacando em feiras estaduais, nacionais e internacionais. A que a Coordenação de Pesquisa atribui estes resultados?
- Esses resultados são fruto de um trabalho que vem sendo realizado desde a implantação da Instituição na cidade de Charqueadas. O exemplo concreto disso é a Mocitec. Desde 2007, a Mocitec vem mostrando o potencial transformador que as feiras e mostras de ciências e tecnologias podem gerar no processo de ensino em sua integralidade. Além disso, institucionalmente, o IFSul disponibiliza ferramentas para que seus pesquisadores tenham condições de desenvolver pesquisa e inovação. Por exemplo, o Câmpus Charqueadas conta com uma Coordenadoria de Pesquisa e um laboratório dedicado, os quais são focados em dar suporte aos trabalhos que são desenvolvidos no Câmpus. Adicionalmente, o IFSul possui um programa de bolsas de iniciação científica e inovação tecnológica para estudantes do ensino médio integrado. Em suma, estudantes de projetos contemplados no programa de bolsas, recebem um auxílio mensal de R$ 400,00 para desenvolverem suas pesquisas. Isso é um diferencial sem precedentes. O estudante egresso do ensino médio integrado (que contempla a formação geral e o ensino técnico), aliado a estes esforços de pesquisa e extensão, sem sombra de dúvidas, se constitui num cidadão diferenciado para mundo do trabalho e, principalmente, para a nossa sociedade.

O ensino público e a pesquisa vêm sendo alvo de cortes de recursos do governo federal, o que não deve diferente em Charqueadas. Apesar disso, os resultados positivos continuam surgindo. Como isso se explica?
Felizmente, o legado deixado pelo que já foi ou vem sendo produzido em termos de pesquisa e inovação pelo Câmpus Charqueadas é intransponível. Os estudantes já criaram o consciente coletivo sobre a importância e a potencialidade da pesquisa e inovação. Isso faz com que, mesmo em momentos como o atual, de reduções, cortes e incertezas, a chama da investigação e da busca pelo conhecimento permaneça acesa.

No âmbito dos institutos federais, qual o conceito do IFSul Charqueadas em relação à qualidade de ensino e pesquisa?
Após 12 anos de história, podemos nos orgulhar, e muito, em relação a nossa contribuição na formação dos cidadãos que por aqui passaram. Com humildade e capacidade de autoavaliação, sabemos que temos muitos pontos a melhorar enquanto instituição. Porém, temos a convicção de que o retorno que o Câmpus Charqueadas traz para a nossa sociedade em termos de qualidade em ensino, pesquisa e extensão, é irrefutável.

Considerações finais?
Agradecemos o apoio do Portal de Notícias em divulgar o trabalho desenvolvido no IFSul Câmpus Charqueadas. Essa instituição é uma conquista não só de Charqueadas, mas da Região Carbonífera. Ela está aqui sempre de portas abertas para servir essa população, sempre buscando a excelência, com foco permanente nas questões humanísticas e de diversidade. Educação pública, gratuita e de qualidade em todos os níveis: é isso que nosso país precisa.

Os projetos


S-trat: tratamentos de saúde
Por: Gabriel Zanatto Salami
Orientador: Calebe Conceição
Nível Superior
Há alguns anos, os avanç
os tecnológicos permitiram o crescimento do uso dos smartphones em nosso cotidiano. Ele já otimiza muitas atividades e pode auxiliar no cumprimento de tarefas e rotinas relacionadas a tratamentos de saúde. Na sua maioria, os tratamentos requerem uma rotina de administração de medicamentos, prática de fisioterapia, controle alimentar, etc. Essas atividades são fundamentais para o sucesso do tratamento. O objetivo deste trabalho é apresentar o S-trat, um sistema web que fornece suporte ao gerenciamento das diferentes atividades de um tratamento de saúde. O profissional de saúde conta com uma página web onde indica o passo a passo do tratamento. Já o paciente – ou alguém autorizado – conta com um aplicativo móvel onde recebe notificações na hora de realizar cada procedimento, e também pode adicionar seus próprios lembretes e registros. Os dois elementos se interligam por um web service que realiza o processamento dos dados. Com uma interface simples e direta, o sistema se propõe a aumentar a adesão a tratamentos de saúde e, assim, ajudar a garantir a sua efetividade.


P.H.A.R.A.O. – Protótipo de Hardware Aberto para Reconhecimento e Ação com Objetos
Por: Natália Carvalho Bratkowski e Gustavo dos Santos Machado
Orientador: Carlos Sarmanho Jr.
Técnico de Nível Médio
O projeto P.H.A.R.A.O. trata da transposição de um robô educacional a um protótipo de Veículo Automaticamente Guiado (AGV). Deseja-se implementar um AGV de pequeno porte que atue em âmbito acadêmico, operando em ações de logísticas em uma instituição federal. Para verificar necessidades do projeto, realizou-se pesquisas bibliográficas e ações experimentais, buscando identificar características comuns entre um robô educacional e um robô industrial, como seguir linhas, contornar obstáculos e transportar cargas. Em um segundo momento, inicia-se a etapa de adaptação do projeto em elementos da estrutura, sistema de controle e interface homem-máquina. Ainda é proposto o sistema de sensoriamento do robô. Verificações estruturais são realizadas, devido à complexidade das distribuições de carga. Os resultados apurados ratificam que robô possui resistência para suportar a carga estipulada, asseverando que através da prototipagem de em pequena escala simplifica o projeto de um robô autônomo.