JOÃO ADOLFO GUERREIRO | Uma guria no Clube do Bolinha

É herdeira de uma tradição político-partidária feminina

JOÃO ADOLFO GUERREIRO | Uma guria no Clube do Bolinha
Paula Ynajá Vieira Nunes (PT) é a única vereadora eleita em Charqueadas

Em 2016 a pedagoga e professora municipal Paula Ynajá Vieira Nunes (PT) bateu na trave e, por dez votos, ficou de fora da Câmara de Vereadores de Charqueadas, para qual concorria à reeleição. Foi a segunda colocada daquele pleito, com 838 votos, superada apenas pela correligionária Drª Rosângela Dornelles, que somou 848. Ironia do destino: se então a falta de legenda partidária a prejudicou, em 2012, quando se elegeu pela segunda vez, esta mesma legenda a beneficiou, pois ficou em décimo quinto lugar na eleição geral, com 382 votos – em Charqueadas são 13 cadeiras no Legislativo.

Nessa eleição Paula foi novamente a segunda colocada, com 719 votos, superada apenas por João Caldeira (PDT), que somou 834 votos. Mesmo perdendo 119 sufrágios da votação de 2016, agora foi eleita, pela primeira vez, como a mais votada de seu partido. Fora vereadora na legislatura 2001-2004, quando fez 365 votos em 2000, obtendo o 12º lugar na eleição geral e o terceiro em seu partido. Em 2004 foi vice-prefeita como companheira de chapa de Jaime Guedes – este então no PT.

Essa charqueadense criada na Colônia, colorada de pai (agente penitenciário) e mãe (professora estadual) e que iniciou sua militância partidária no grupo de apoio do ex-vereador Jorge Afre (PT), será a única mulher entre 12 homens, sendo que na legislatura que encerra eram três (1). Desde 1996 que Charqueadas não tinha apenas uma parlamentar para um legislativo municipal que elegeu sua primeira vereadora em 1988, Vilma Castro (PDT), com 250 votos. Ao longo de dez legislaturas, Charqueadas teve dez mulheres exercendo mandato eletivo (2). No Executivo, foram vice-prefeitas Reny Tavares (PDS) em 1988 e Paula em 2004.

Agora em 2020, tivemos as candidaturas a prefeita de Rosângela Dornelles (3) e a vice-prefeita de Patrícia Ferreira (PTB) (4) e Tainara de Campos (Psol). Em tempos em que se fala muito de empoderamento, protagonismo e participação da mulher na política, a situação de Charqueadas e de outros municípios da Região Carbonífera (5) não deixa de soar inusitada, visto a disparidade entre a população feminina existente e as mulheres eleitas. Todavia, foi a decisão democrática das urnas, a vontade popular expressa pelo voto.

Paula vem de uma agremiação política que muito preza essa bandeira; é, portanto, herdeira de uma tradição político-partidária. A primeira vereadora da sigla em Charqueadas foi Reny Tavares, que saiu do PPR e entrou para o PT em 1994, estando em exercício de mandato. Enedina Laranjeira foi a primeira mulher eleita pelo PT na cidade, em 1996, com 235 votos. De lá para cá, seu partido sempre contou com uma representante feminina em sua bancada, inclusive elegeu somente vereadoras entre 2008 e 2020. O partido já apresentou como candidata a vice-prefeita, além de Paula, Emília Guerreiro (2000 no PT com Jaime Guedes e 2016 na chapa de José Abrahão do PSB). Rosângela Dornelles obteve esse ano o melhor resultado de uma candidatura própria do PT à prefeitura desde 2008 (6). Nas eleições municipais do domingo passado, para o legislativo, dos cinco primeiro colocados dentro da nominata petista, três foram mulheres: Paula, Professora Rose (403 votos) em segundo e Paula Fernandes (100 votos) em quinto.

Eis o caminho, o contexto e a história política da vereadora eleita Paula Inajá, que se apresenta para o seu terceiro mandato na Câmara de Vereadores de Charqueadas como a única mulher num legislativo de treze cadeiras.

Notas:
(1) – Rosângela Dorneles (PT), Patrícia Ferreira (PTB) e Pâmela Lemos (PDT).
(2) – Vilma Castro (PDT) em 1988; Reny Tavares (PDS) em 1992; Valquíria Ferreira (PTB) em 1992; Enedina Laranjeira (PT) em 1996 – suplente, exerceu a maior parte do mandato na vaga de Luis Paulo Ferraz (PSB), que foi secretário de Assistência Social; Flora Heberle (PMDB) em 2000; Patrícia Ferreira (PTB) em 2000, 2004, 2008, 2012 e 2016; Paula em 2000, 2012 e 2020; 2004 Rosângela Dornelles (PT) em 2004, 2008 e 2016; 2008; Betânia Guedes (PMDB) em 2012; Pâmela Lemos (PDT) em 2016.
(3) – Rosângela Dornelles foi nesse ano a segunda mulher a disputar o cargo desde 1982, quando Afonsina Lague concorreu pelo MDB alcançando 432 votos (5.4%), há 38 anos e dez eleições. Dornelles recebeu a maior votação já dada a uma candidata a vereadora em Charqueadas (1.019 votos - 5.5% - em 2004) e a uma mulher residente na cidade: 6.453 votos em 2018, concorrendo à deputada estadual.
(4) – Patrícia Ferreira (PTB) foi a mulher que mais ocupou o cargo eletivo de vereadora em Charqueadas, durante 20 anos, por cinco mandatos consecutivos entre 2001 e 2020.
(5) – Foram eleitas 10 mulheres em 2020 na Região Carbonífera. Prefeita: Sílvia Lasek (PP), 79% de votos, em Minas do Leão. Vereadoras: Arroio dos Ratos – Cíntia Jardim (PP) com 312 votos, Neida Puten (PP) 259 e Maria Helena (PDT) 217; Barão do Triunfo – Laureni Garcia (PTB) 128; Charqueadas – Paula 719; General Câmara – Nara Beatriz (PP) 293 e Laís Lucas (PSDB) 150; Triunfo – Fernanda Paz (PP) 785 e Marizete Cristina (PP) 532. As cidades de Butiá, Minas do Leão e São Jerônimo não elegeram vereadoras. Por partidos: PP 6 e PDT, PSDB, PT e PTB 1 cada.
(6) – Em 2008 a chapa petista Dega Tassoni prefeito e Clairton Mânica vice somaram 2.555 votos (13.3%)


Fontes:
GAZETA do Povo. Resultados para deputado estadual no Rio Grande do Sul em Charqueadas. 07.10.2018: https://especiais.gazetadopovo.com.br/eleicoes/2018/resultados/municipios-rio-grande-do-sul/charqueadas-rs/deputado-estadual/
G1. Apuração: Charqueadas > Eleições 2012: http://g1.globo.com/rs/rio-grande-do-sul/apuracao/charqueadas.html
G1. Eleições 2016: Charqueadas. 02.10.2016: http://g1.globo.com/rs/rio-grande-do-sul/eleicoes/2016/apuracao/charqueadas.htm
PIRES, Saldino. Histórias do povo de Charqueadas. Barra do Ribeiro: Naibert. 2012.
PORTAL de Notícias. Eleições 2020: Ricardo Vargas e Dé Sippel vencem em Charqueadas. 16.11.2020: https://www.portaldenoticias.com.br/noticia/13919/eleicoes-2020-ricardo-vargas-e-de-sippel-vencem-em-charqueadas.html?fbclid=IwAR2YEJ08IUXS5Dg8ZqDgi8wMN_LRJrTfn0P_3qFM13g_aqbu2q2J6q53-0E
TRE-RS. Resultado das Eleições: Charqueadas. 15.11.82: https://www.justicaeleitoral.jus.br/arquivos/tre-rs-municipais1982-charqueadas/rybena_pdf?file=https://www.justicaeleitoral.jus.br/arquivos/tre-rs-municipais1982-charqueadas/at_download/file
TRE-RS. Resultado das Eleições: Charqueadas. 18.11.88: https://www.justicaeleitoral.jus.br/arquivos/tre-rs-municipais1988-charqueadas/rybena_pdf?file=https://www.justicaeleitoral.jus.br/arquivos/tre-rs-municipais1988-charqueadas/at_download/file
TRE-RS. Resultado das Eleições: Charqueadas. 1992: https://www.tre-rs.jus.br/eleicoes/resultados-das-eleicoes/1992
TRE-RS. Resultado das Eleições: Charqueadas. 1996: https://www.tre-rs.jus.br/eleicoes/resultados-das-eleicoes/1996
TRE-RS. Resultado das Eleições: Charqueadas. 2000: https://www.tre-rs.jus.br/eleicoes/resultados-das-eleicoes/2000/1o-turno
TRE-RS. Resultado das Eleições: Charqueadas. 2008: http://capa.tre-rs.jus.br/eleicoes/2008/1turno/RS86932.html
UOL. Eleições 2004: placar RS Charqueadas. 2004: http://eventos.noticias.uol.com.br/eleicoes/RS/index-86932.html