Sindicato promove protesto contra lay-off da Gerdau em Charqueadas

Empresa propôs a suspensão de contratos de trabalho de colaboradores da unidade

Por Portal de Notícias 21/10/2019 - 09:03 hs
Foto: Divulgação
Sindicato promove protesto contra lay-off da Gerdau em Charqueadas
Sindicalistas bloquearam a entrada da unidade na manhã desta segunda-feira

Na manhã desta segunda-feira (21/10), o Sindicato dos Metalúrgicos de Charquedas realizou manifestação em frente à unidade da Gerdau no município. O protesto, que bloqueou as entradas da fábrica, foi contra proposta a suspensão dos contratos de trabalho (lay-off) de trabalhadores da empresa. O bloqueio ocorreu entre 7h e 9h da manhã.
Na semana passada por falta de demanda para a produção, a unidade da Gerdau de Charqueadas propôs a suspensão de contratos de trabalho (lay-off) por cinco meses. A medida deverá atingir até 100 dos 700 trabalhadores da empresa no município a partir do mês de novembro.
Segundo o Sindicato, no período do lay-off os trabalhadores passarão a receber pelo Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT) e perderão a participação nos lucros (PLL), o 13º salário, Fundo de Garantia e o período de contribuição ao INSS. Além disso, a empresa poderia demitir até 50% dos empregados incluídos no lay-off após o término do regime. A proposta da empresa foi apresentada ao Sindicato, que rejeitou o pedido em assembleia. O Sindicato quer a manutenção dos direitos trabalhistas e a garantia do emprego dos trabalhadores incluídos no lay-off e a estabilidade dos demais. As sugestões foram enviadas a empresa.
Segundo o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos, Jorge Luiz Silveira de Carvalho (Luizão), a empresa não apresentou uma nova proposta, o que provou o proteste desta manhã.

ENTENDA

O termo lay-off, derivado da língua inglesa, é uma situação de suspensão temporária do contrato de trabalho, seja por falta de recursos financeiros (pagamento de salários), seja por falta de trabalho ou atividade que ocupe toda a mão de obra da empresa.