Charqueadas elege seus novos Conselheiros Tutelares

3.857 eleitores compareceram às urnas neste domingo

Por Portal de Notícias 07/10/2019 - 00:39 hs
Foto: Reprodução / Internet

Aconteceu neste domingo (6), em todo o país, a eleição para os conselhos tutelares.

Em Charqueadas, 18 candidatos disputaram o pleito concorrendo às cinco vagas. A votação ocorreu na Escola Estadual Vital Cruz de Malta e contou com o comparecimento de 3.857 eleitores no pleito.
Os cinco candidatos eleitos são Katia Melícia Castro Krever, com 1.123 votos; Sandra Renata da Silva Santos, com 881 votos; Ana Rita Maria, com 877 votos, Cristiane Fortes, com 875 votos e Matheus Domingues Borges, com 859 votos. Os cinco suplentes são; Graziela Alves Leotti, com 793 votos; Fernando Braga, com 784 votos; Suzana Pereira da Silva, com 778 votos; Carolina da Silva Braga, com 762 votos e Leocilma Natercia Correa Da Silva, com 758 votos.
Os Conselheiros eleitos não serão funcionários dos quadros da Administração Municipal, mas receberão subsídio de Conselheiro Tutelar no valor de quatro pisos salariais do município.
As eleições para Conselheiro Tutelar foram unificadas em 2016, quando ficou definido que todos os municípios do país passariam a realizar o pleito no mesmo dia e horário, assim como a posse dos mais votados, que acontecerá no dia 10 de janeiro de 2020, para os próximos quatro anos.

SAIBA MAIS

Obrigações do Conselheiro Tutelar eleito:
> O Conselheiro Tutelar é membro do Conselho Tutelar, que é um órgão administrativo, vinculado ao poder Executivo Municipal para efeito operacional.
> Possui o encargo de zelar e fiscalizar se a família, a comunidade, a sociedade em geral e o poder público estão assegurando com absoluta prioridade a efetivação dos direitos das crianças e dos adolescentes, prestando-lhes atendimento e cobrando de todos que cumpram o Estatuto da Criança e do Adolescente, bem como a Constituição Federal.
> A jornada de trabalho do Conselheiro Tutelar desenvolve-se das 08h às 12h e das 13h30min às 17h30min, com atendimento diário (Segunda a Sexta-feira), na sede do Conselho Tutelar, em expediente administrativo, sendo 40 horas semanais.
> A frequência será controlada por relógio ponto e fiscalizado pela Secretaria a que está vinculado.
> Deve cumprir regime de atendimento de plantão 24 horas (inclusive sábados, domingos e feriados), e divulgado amplamente o nome e contato telefônico nas seguintes repartições públicas: Sede do Conselho Tutelar, Delegacia de Polícia, Brigada Militar, Pronto Atendimento Municipal, Prefeitura Municipal, Ministério Público, COMDICA, Secretaria de Assistência Social, Fórum de Charqueadas e na Câmara Municipal de Vereadores.
> Após a saída do plantão fica o Conselheiro Tutelar dispensado de cumprir o horário administrativo subsequente.