Jovens de Charqueadas trocam experiências em curso de empreendedorismo rural

Curso de Empreendedorismo e Desenvolvimento para a Juventude Rural acontece no Centro de Treinamento de Montenegro (Cetam)

Por Portal de Notícias 19/09/2019 - 11:48 hs
Foto: Divulgação / Emater
Jovens de Charqueadas trocam experiências em curso de empreendedorismo rural
Jovens aprendem sobre temas que envolvem as práticas rurais

A Emater/RS-Ascar realiza até esta quinta-feira (19) mais um módulo do Curso de Empreendedorismo e Desenvolvimento para a Juventude Rural no Centro de Treinamento de Montenegro (Cetam). Participam do curso 17 jovens que, além de trocar experiências, aprendem sobre muitos temas que envolvem as práticas rurais. Neste módulo estão sendo abordadas a gestão da propriedade rural, venda direta ao consumidor dentro e fora da propriedade, turismo rural, feiras, Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae), Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), agroindústria, mecanização agrícola, tecnologia animal, dentre outros.

Os jovens de Charqueadas, Jairano Marinho Frubel e Priscila Lazzaretti, contaram como surgiu o mercado da Cooperativa de Produção Agropecuária dos Assentados de Charqueadas (Copac), para dar conta, em 1999, de escoar a produção, já que a venda na feira não dava conta de absorver tudo que era cultivado. Atualmente o mercado representa 60% do dinheiro que entra para a cooperativa e as ofertas dos produtos são enviadas pelo Whatsapp pelos jovens, postadas em um perfil do Facebook e eles administram também o site da cooperativa.
- Nós tivemos que mostrar que tinha retorno e hoje os clientes aumentaram com estas outras estratégias que implementamos para dar visibilidade ao nosso negócio e aumentar a clientela - ressalta Priscila.
Jonas Graeff, de Ivoti, conta como foi a trajetória da família, que começou vendendo hortigranjeiros na feira que acontece no Buraco do Diabo. O contato com os clientes acabou ampliando o mercado e eles passaram a vender em uma empresa em São Leopoldo.
- Eles conversam e perguntam tudo e isto é muito bom, as vendas aumentaram muito e temos que estar preparados para o contato direto com os clientes - ressaltou o jovem.
A venda direta em feiras ao consumidor foi uma das formas de comercialização sem intermediadores apresentadas pelo engenheiro agrônomo da Emater/RS-Ascar, Rodrigo Sasso, que mostrou ainda o que é segurança alimentar e nutricional, soberania alimentar, venda para o PNAE, PAA, eventos, entregas à domicílio, lojas de agricultores, cooperativas de consumidores, vendas na propriedade e por aplicativo.

TURISMO RURAL

Outra forma de ampliar o retorno financeiro na propriedade apresentada pela extensionistas rural social da Emater/RS-Ascar, Elisângela Froehlich, é o turismo rural. Inclusive os integrantes do curso visitaram o Sítio Steffen, integrante da Rota Sabores e Saberes de Montenegro, para conhecerem como foi a trajetória da família para fazer parte do turismo rural.
Elisângela apontou quais as combinações devem ser observadas para formatar uma propriedade para receber turistas, o papel do jovem e outros tantos pontos que devem ser considerados na hora de investir nesta área.
- Neste curso nós trabalhamos, inclusive, para que o jovem se transforme em um agente de desenvolvimento local - ressaltou a extensionistas.
Com experiência em turismo rural, a jovem Laura Melo, de Montenegro, explicou como a família está preparando a propriedade para integrar a Rota da Fortaleza e ofertar aos turistas a venda de mudas, café colonial com Plantas Alimentícias Não Convencionais (PANCs), dentre outros serviços.

AGROINDÚSTRIA

Na parte da tarde, o engenheiro agrônomo da Emater/RS-Ascar, Márcio Dalbem, falou sobre agroindústria, sua potencialidade para agricultura familiar e para inserção e permanência do jovem na propriedade. Apresentou ainda exemplos de plantas de empresas, as exigências e as necessidades para a devida legalização sanitária, tributária e ambiental. Após, eles visitaram a agroindústria de doces Vapor Velho, de Cláudio Fernando, Vânia e do filho Charles Kauer, que fica em Montenegro. A família contou a trajetória da agroindústria, como se organizam e responderam a perguntas do grupo sobre processamento, envase, rotulagem e venda.
Nesta quinta-feira (19/09) a programação prevê a abordagem dos temas mecanização agrícola, tecnologia animal, gestão da propriedade rural, dentre outros. O próximo módulo ocorrerá em outubro.