Moradores do bairro Vila Nova irão aderir ao Programa Butiá + Seguro

Sistema de vigilância colaborativa já conta com 95 câmeras no município

Por Portal de Notícias 02/09/2019 - 17:50 hs
Foto: Divulgação
Moradores do bairro Vila Nova irão aderir ao Programa Butiá + Seguro
Moradores se reuniram com órgãos de segurança e Prefeitura

Quando lançado no primeiro semestre deste ano, um dos principais objetivos do Programa Butiá+Seguro era a adesão da comunidade, por meio da vigilância colaborativa. A modalidade permite que câmeras de segurança de residências e comércios integrem a plataforma do Centro de Controle de Operações e Videomonitoramento Municipal. Na última sexta-feira (30), a Prefeitura de Butiá apresentou o projeto aos moradores do bairro Vila Nova, que já está auxiliando as forças de segurança pública.

A reunião ocorreu na sala de reuniões da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), entre moradores do bairro Vila Nova e arredores, o sargento Rudinei, do Pelotão da Brigada Militar e o secretário municipal de Administração, Edilson Francisco, que debateram sobre o tema segurança pública.
De acordo com o secretário, a comunidade possuiu um grupo de WhatsApp com o intuito de comunicação sobre eventuais delitos e movimentos suspeitos e relataram que estão apreensivos com o número de roubos e furtos nas últimas semanas.
O sargento Rudinei afirmou que o policiamento na região será intensificado e orientou os moradores sobre como devem proceder acionando as forças de segurança. O secretário Edilson apresentou o mapa da cidade e os pontos monitorados pelas câmeras, demonstrando que a Prefeitura de Butiá está investindo para auxiliar a Brigada Militar e Polícia Civil. Os equipamentos estão espalhados em prédios públicos, principais vias e pontos estratégicos.
Além disso, o responsável pelo núcleo de informática da Prefeitura explicou os requisitos técnicos para as câmeras de segurança adquiridas pelos moradores fazerem parte do Butiá+Seguro. Ao todo, já são 95 equipamentos em pleno funcionamento graças ao investimento da Prefeitura e adesão da vigilância colaborativa.
Após a reunião, ficou definido que o grupo de moradores irá adquirir dez câmeras de segurança e os locais de instalação serão definidos pelo grupo. A administração municipal também se comprometeu de instalar mais um equipamento na região, além dos que já haviam sido disponibilizados.