Paratleta butiaense está entre os três melhores do Brasil e sonha representar o país em Jogos Paralímpicos

Remador de 17 anos é uma das promessas do esporte paralímpico

Por Portal de Notícias 02/09/2019 - 08:24 hs
Foto: Vinícius Domingues / Ascom Butiá
Paratleta butiaense está entre os três melhores do Brasil e sonha representar o país em Jogos Paralímpicos
Igor Ioshua Porto concilia os estudos à intensa rotina de preparação que a prática do remo necessita

Aos 17 anos, o butiaense Igor Ioshua Porto concilia os estudos à intensa rotina de preparação que a prática do remo necessita. Com artogripose congênita, nome dado à malformação das articulações do feto, o jovem é uma das promessas do esporte paralímpico e sonha em representar o Brasil nas principais competições internacionais.
Hoje, Igor é considerado o terceiro melhor paratleta na modalidade e segue competindo e se preparando para alcançar sua grande meta e chegar à Seleção Brasileira para, quem sabe, em 2024, alçar voo até Paris, na França, sede dos Jogos Paralímpicos.
Acompanhe a seguir o bate-papo que tivemos com Igor.

Como foi o inicio da tua trajetória no esporte?
Eu comecei a treinar quando criança. Meus pais me levavam para jogar basquete de cadeira de rodas, mas comecei a treinar faz cinco anos, quando entrei no remo no Clube Vasco da Gama, de Porto Alegre. Lá é onde treino até hoje.

De que maneira surgiu a oportunidade de entrar no atual clube?
Eu e meu pai passávamos ali na Freewey e sempre víamos os clubes de remo, daí ele sempre comentava de uma hora entrar para conhecer. Até que um dia a gente entrou, então falei com meu professor e ele aceitou me treinar.

De quais competições já participou?
Já participei de diversas competições e graças ao treinamento e todo trabalho que estamos fazendo, sempre consegui chegar ao pódio.

Qual a disputa mais recente?
Fora os estaduais aqui do Rio Grande do Sul, a competição mais importante que participei foi o Campeonato Brasileiro, em São Paulo, no ano de 2018, e fiquei em terceiro lugar.

É muito difícil entrar na Seleção Brasileira?
Só o campeão vai para a seleção. A partir daí tu está habilitado a representar o Brasil em Paralimpíadas e demais competições.

Hoje, qual paratleta está representando o Brasil?
É o Renê, atual campeão brasileiro e que recentemente conquistou o pódio ficando como terceiro melhor do mundo. Ele tem uma idade avançada, então vou treinar para tentar alcançar o lugar dele.

O Renê já falou sobre a possibilidade de tu substituir ele?
Sim. Ele sempre me fala nos hotéis, a gente sempre conversa e ele comenta que em 2020 será sua última Paralimpíada.

A tua família sempre te apoiou?
Sim. O meu pai foi o que mais me incentivou, tá sempre pegando no pé, sempre dando apoio.

Quanto que o esporte mudou a tua vida?
Olha, 100%. Eu não consigo me imaginar sem ele.

Qual teu principal objetivo?
É conquistar a medalha olímpica.

O custo é muito alto para a disputa das competições?
A gente corre atrás das passagens e do valor da inscrição. A hospedagem fica por conta do clube. Agora tenho direito a um ano de bolsa-atleta, pelo pódio no Campeonato Brasileiro, já que somente os três melhores têm direito.

Empresas ou pessoas físicas que desejarem patrocinar o paratleta podem entrar em contato pelo número: (51) 999536417.