Gripe: em 29 dias de campanha, Carbonífera vacinou 49,17% do público-alvo

Barão do Triunfo e Charqueadas são os municípios que menos vacinaram

Por Portal de Notícias 09/05/2019 - 11:04 hs
Foto: Banco de Dados / Ascom PM Butiá
Gripe: em 29 dias de campanha, Carbonífera vacinou 49,17% do público-alvo
Até agora, 49,17% do público-alvo foi vacinado

Em 29 dias de campanha, até o dia 8 de maio a região Carbonífera vacinou 23.415 pessoas contra a gripe, o que representa 49,17% dos grupos prioritários, que totalizam 47.615 pessoas.
Barão do Triunfo é a cidade com maior cobertura, onde 59,96% do público-alvo já foi vacinado. Minas do Leão é o município com menor cobertura, atingindo 42,92%. Charqueadas é o segundo município que menos vacinou, atingindo 44,92% do público-alvo, número que pode estar diretamente associado à falta de profissional para vacinação em dois postos de saúde da cidade.
A campanha de vacinação vai até o dia 31 deste mês. Confira no quadro o balanço da vacinação por município da região Carbonífera:


ANTES DO INVERNO

Todas as pessoas que fazem parte dos grupos prioritários devem fazer a vacina contra a gripe antes da chegada do inverno. A orientação é do Ministério da Saúde e da Secretaria da Saúde (SES) em virtude do tempo que leva para que os anticorpos gerem a proteção necessária. A vacina age na pessoa como se fosse a doença natural, só que sem causar o quadro clínico e os sintomas. Após a vacina, o organismo identifica o vírus e também produz esses anticorpos, que permanecerão ativos no sistema imunológico por um período. Assim, quando  a pessoas tiver contato com o vírus, já vai ter a proteção produzida. Para essa proteção começar a ser efetiva, leva em torno de 15 dias após a aplicação, enquanto o maior efeito chega cerca de um mês após a aplicação.

VACINAÇÃO NO ESTADO

Ao todo, mais de 3,8 milhões de pessoas no Estado fazem parte do público-alvo. O Rio Grande do Sul já tem cerca 
de 1,9 milhão de pessoas vacinadas contra a gripe, o que representa 51,5% dos grupos prioritários. Missões é a região com a maior cobertura, onde 62% das pessoas dos grupos prioritários já se protegeram do vírus.
A Secretaria da Saúde divide o Estado em 19 coordenadorias, sendo que 16 delas estão com, ao menos, 50% de cobertura. Só estão abaixo da marca as cidades que fazem parte das coordenadorias com sede em Porto Alegre (2ª CRS), Pelotas (3ª CRS) e Santa Cruz do Sul (13ª CRS).

MUNICÍPIOS JÁ ATINGIRAM META

Mesmo que ainda faltem mais de três semanas para o término da campanha, alguns municípios já alcançaram a meta de 90% de cobertura. É o caso de São José do Inhacorá, Taquaruçu do Sul, Santa Tereza e Candiota, que nesta ordem apresentam os maiores percentuais de cobertura dos grupos.
Desses quatro, Candiota é o único com população a ser vacinada acima das 3 mil pessoas. Com mais de 15 mil pessoas nos grupos, Taquara é a primeira já acima dos 80% de cobertura. Nas cidades com mais de 50 mil pessoas como alvo, Gravataí é a com melhor registro, chegando a 56 mil doses já aplicadas e 72% de cobertura.

GRUPOS PRIORITÁRIOS PARA VACINAÇÃO

- Crianças (maiores de seis meses e menores de seis anos)
- Gestantes (em qualquer período de gestação)
- Puérperas (mulheres até 45 dias após o parto)
- Trabalhador da saúde
- Pessoas com 60 anos ou mais
- Professores
- Policiais, bombeiros e militares
- Doentes crônicos (doenças crônicas respiratórias, cardíacas, renais, neurológicas ou hepáticas, diabetes, imunossupressão, obesidade, transplantados ou pessoas com trissomias)