Alunos do IFSul Charqueadas desenvolvem sistema para promover a doação de sangue

No próximo mês de outubro, o SOS Sangue será apresentado na Fenecit, em Pernambuco

Por Portal de Notícias 07/05/2019 - 09:30 hs
Foto: Divulgação
Alunos do IFSul Charqueadas desenvolvem sistema para promover a doação de sangue
Projeto foi classificado em 2º lugar na Mostratec

Desenvolver um sistema para internet com o objetivo de auxiliar e promover a doação de sangue e medula óssea. Esse é o objetivo dos alunos do Instituto Federal Sul-rio-grandense (IFSul) de Charqueadas Cássio Gustavo Silva, Eduardo Vales e Júlia Bonzanini, orientados pelo professor Rodolfo Favaretto.
Com a plataforma, a iniciativa pretende unificar os bancos de dados entre hemocentros, hospitais e secretarias municipais de saúde, tornando os processos de doações mais ágeis e interligados. O SOS Sangue - Sistema web para auxílio e promoção da Doação de Sangue e Medula Óssea - foi apresentado na Mostra de Ciências e Tecnologia (Mocitec) do câmpus Charqueadas, onde obteve credenciamento para a Mostratec. A ideia chamou a atenção dos avaliadores da Mostratec e rendeu à equipe do projeto o 2º lugar na área de Saúde e Medicina da feira, além do credenciamento para a Fenecit, que acontece em Pernambuco, no mês de outubro.
O professor Rodolfo Favaretto comenta que o impacto social do projeto foi, possivelmente, um dos diferenciais da iniciativa.
- Vê-se na mídia um apelo para estimular a população a doar sangue, pois os estoques de hemocentros e hospitais não conseguem suprir a necessidade, então a plataforma auxiliaria no processo de contato e manutenção de possíveis doadores, além de estimular novas doações - destaca o docente orientador do projeto.
Recentemente formados, Cássio, Eduardo e Júlia continuam desenvolvendo o sistema e, também, criaram a página “SOS Sangue” no Facebook. Nesta página eles divulgam diversas informações sobre a doação de sangue e medula óssea.

O SISTEMA



O SOS Sangue surgiu a partir de uma pesquisa na região, com 425 respostas, que verificou que poucas pessoas já realizaram a doação de sangue e um número menor ainda doa regularmente. Em contrapartida, a grande maioria (85,3%) possui interesse em se tornar doador. Em relação à medula óssea, pode-se perceber que grande parte das pessoas não sabem como funciona o processo de doação e poucas são cadastradas como voluntárias para o transplante.
Diante disso, o sistema em desenvolvimento apresenta diversas funcionalidades:
- Doadores poderão saber quando irão poder doar novamente. Serão alertados pelo sistema, SMS e email;
- Terão acesso a quantidade de pessoas que suas doações ajudaram, assim motivando a continuarem doando;
- Poderão ver os dias em que os próximos pontos de coleta móvel virão para sua cidade ou a data em que os ônibus voluntários os levarão até o hemocentro mais próximo;
- Poderão ter acesso ao resultado dos seus exames, sem que precise se locomover até o hospital/hemocentro;
- Dados médicos cadastrados no seu perfil;
- Terão acesso a todas informações sobre doação de sangue e medula óssea, assim não precisarão pesquisar em outras fontes, facilitando sua busca.