Três pessoas são presas em Triunfo por pesca predatória

Foram apreendidas duas redes com tamanho de malha predatória e uma tarrafa, além de 116 quilos de pescado

Por Portal de Notícias 17/04/2019 - 09:31 hs
Foto: Divulgação / Brigada Militar
Três pessoas são presas em Triunfo por pesca predatória
Foram apreendidas duas redes com malha predatória e uma tarrafa, além de 116 quilos de pescado

Um operação de fiscalização ambiental da Brigada Militar (BM) contra a pesca predatória, realizada em função da Semana Santa, resultou em três prisões na tarde desta terça-feira (16). A ação da Patrulha Ambiental (Patram), do 3° Pelotão Ambiental de Montenegro, na bacia hidrográfica do Rio Jacuí aconteceu em pontos denunciados. Durante abordagem na localidade de Banhada Grande, interior de Triunfo, três homens de Montenegro foram flagrados realizando pesca com petrechos proibidos e sem terem licença de pescador.
Foram apreendidas duas redes com tamanho de malha irregular (predatória) e uma tarrafa, além de 116 quilos de pescado. Equipamentos e peixes foram levados para destruição. Os acusados presos em flagrante foram conduzidos à Delegacia de Triunfo, onde prestaram depoimento e foram liberados para responder em liberdade pelo crime de pesca ilegal. A pena prevista é de um a três anos de detenção.

O tenente Luis Fernando, comandante do Pelotão Ambiental de Montenegro, explica que para emprego de tarrafa e rede é exigida licença de pescador profissional. Porém, isso faria pouca diferença neste caso, porque o diâmetro de abertura da malha é menor do que o limite mínimo, sendo proibida até mesmo para trabalhadores do setor. Ela preda o ecossistema aquático, permitindo a captura de peixes abaixo do tamanho permitido, impedindo e dificultando o equilíbrio ambiental.
- A pesca amadora permite somente a utilização do molinete e da carretilha – informou.