Smarja pretende revitalizar orla do Rio Jacuí em São Jerônimo

Preocupação ambiental e degradação da margem motivou pedido de ajuda à empresa

Por Portal de Notícias 28/12/2018 - 21:28 hs
Foto: Carla Miller Trainini
Smarja pretende revitalizar orla do Rio Jacuí em São Jerônimo
Marceo Farias, Zeno Lima e José Antônio Silva Rosa

Carla Miller Trainini

Devido à preocupação com a degradação da margem do Rio Jacuí e a preservação ambiental na Praia do Encontro, em São Jerônimo, o construtor civil José Antônio Silva Rosa (Zequinha) procurou ajuda visando fazer algo para mudar este cenário.

Foi a partir do ex-secretário de Desporto, Cultura e Lazer de São Jerônimo, Marcelo Farias, que um dos sócios da Sociedade dos Mineradores de Areia do Rio Jacuí Ltda (Smarja), João Zeno de Souza Lima, visitou o local e se colocou à disposição para revitalizar a orla nos pontos mais críticos. O encontro ocorreu no início da tarde desta sexta-feira (28).
- Vamos analisar com cuidado qual é a atual conjuntura da margem e ver, dentro das condições da empresa, o que pode ser feito. Somos parceiros do Município de São Jerônimo há mais de 20 anos, então prontamente atendi ao pedido do Marcelo. Nos próximos dias traremos nossos técnicos para uma avaliação e em seguida daremos início a este projeto de revitalização que atenderá aos anseios de quem frequenta a Praia do Encontro – salientou Lima, que na ocasião representava o presidente da Smarja, Sandro de Almeida.
No entanto, para que qualquer projeto possa sair do papel, depende da análise de viabilidade técnica e restrições ambientais da Fundação Estadual de Proteção Ambiental Henrique Luis Roessler (Fepam), órgão fiscalizador. Preliminarmente, não há como especificar o tipo de ação que deverá ser realizada no local.

UM METRO A MENOS DE BARRANCO POR ANO

De acordo com Zequinha, que possui um comércio à beira do Jacuí há mais de uma década, cerca de um metro de barranco se perde por ano devido a enchentes, erosões e à ação humana.
- Cada ano que passa a nossa orla diminui e isso não pode continuar acontecendo, é lamentável. Essa área é de lazer para as famílias que passam dias inteiros aqui usufruindo ar puro e sombra. Não podemos continuar de braços cruzados e sem fazer nada. Na última década, calculo que tenhamos perdido cerca de um metro de areia da margem por ano. Foi pensando nisso que procurei o Marcelo para trocar uma ideia. Isso aconteceu um dia antes do Natal e ele imediatamente se prontificou a auxiliar e poucos dias após a conversa trouxe um dos sócios da Smarja para avaliar – relata Zequinha.

Assista ao vídeo:


SOBRE A SMARJA

A Sociedade dos Mineradores de Areia do Rio Jacuí Ltda (Smarja), é uma empresa privada que trabalha com a extração de areia, uma atividade desenvolvida dentro de padrões técnicos, com investimentos em tecnologia e estudos de impacto ambientais. Todas as jazidas estão legalizadas em conformidade com a Legislação Mineral, licenciadas ambientalmente pela Fepam.
A Smarja possui 25 anos de história e é grande parceira do Município de São Jerônimo, tendo participado de diversos projetos em benefício do Jacuí, como, por exemplo, limpeza e recolhimento de lixo na orla, além de fazer o repovoamento de alevinos e plantar mudas de árvores para amenizar a erosão nas margens.