Eleitor deve ter cuidado para digitar o voto na ordem correta

Levantamento aponta mais de 115 mil votos nulos para governador do RS dados ao número 17, que não tem candidato ao Governo do Estado

Por Portal de Notícias 26/10/2018 - 08:55 hs
Foto: Divulgação
Eleitor deve ter cuidado para digitar o voto na ordem correta
Digitr o voto na ordem errada anula o voto

As urnas eletrônicas utilizadas pela Justiça Eleitoral para as eleições registram todos os votos, incluindo os votos nulos, e após a votação é possível obter os dados registrados. A exceção é a ordem de votação, o que evita que se saiba em qual candidato cada eleitor votou.

Baseado nisso, o chefe do Cartório da 50ª Zona Eleitoral, Luciano Franca de Britto, fez um levantamento dos votos nulos para governador e presidente no estado do Rio Grande do Sul.
De acordo com Britto, a pesquisa foi realizada porque existiram diversos relatos de eleitores sobre a possibilidade das urnas estarem fraudadas, já que a foto do seu candidato não aparecia na hora da votação.
A partir do registro digital do voto, onde a urna registra tudo que foi digitado nela e, no caso de voto nulo, os números que não pertencem a nenhum candidato a aquele cargo, Britto fez uma compilação dos votos nulos para os cargos de governador e presidente no primeiro turno no RS, utilizando apenas como base os números de partidos registrados no TSE, deixando de fora votos nulos em outros números.
- Chama a atenção e é interessante destacar no caso do governador a quantidade de votos nulos no número 17, que é do partido PSL, do presidenciável Jair Bolsonaro, que não possuía candidato ao governo do Estado – diz Britto.
De acordo com o levantamento, foram 115.227 votos para governador no número 17 – que não tinha candidato ao cargo no RS. Este número equivale a 25% do total de votos nulos para governador no estado.
- Pelas auditorias que aconteceram pelo estado na presença dos eleitores e de outros órgãos, foi constatado que se trata dos casos relatados de pessoas que diziam não aparecer a foto do seu candidato, que urna estava "fraudada", mas novamente a Justiça Eleitoral, de forma transparente, mostrou que isso não aconteceu – destaca Britto.

Votos nulos no RS



Auditoria
Aconteceu na última sexta-feira, 19, uma auditoria em uma urna de Porto Alegre que teve um registro deste tipo de problema e nada foi constatado.
- Assim como em outras cerimônias públicas, os partidos que criticam a urna, que alardeiam essas fake news, não compareceram – diz Britto.

Ordem de votação
No segundo turno, que acontece neste domingo, 28, entre 8h e 17h, o eleitor do Rio Grande do Sul deverá votar primeiro para governador e, em seguida, para presidente, digitando, para cada cargo, os dois algarismos correspondentes ao número do seu candidato.

IMPORTANTE

Quem não votou no 1º turno pode votar no 2º turno?
O eleitor que não votou no primeiro turno das Eleições 2018, ocorrido em 7 de outubro, poderá votar no segundo turno, em 28 de outubro, desde que esteja em situação regular com a Justiça Eleitoral. Ou seja, o Título Eleitoral precisa se encontrar ativo, não podendo estar cancelado ou suspenso. A Justiça Eleitoral considera cada turno de votação como uma eleição independente e o não comparecimento à primeira rodada de votação não impede o comparecimento às urnas no segundo turno.