Efasc inscreve para ensino médio técnico em Agricultura

Jovens filhos de agricultores de General Câmara podem se inscrever até o dia 6 de dezembro

Por Portal de Notícias 11/10/2018 - 09:14 hs
Foto: Divulgação
Efasc inscreve para ensino médio técnico em Agricultura
Na região, podem se increver jovens de General Câmara ligados à agricultura familiar

A Escola Família Agrícola de Santa Cruz do Sul (Efasc) iniciou nesta semana as inscrições para o processo de ingresso de 2019, para o ensino médio técnico em Agricultura. Ao todo, são 50 vagas, voltadas a estudantes que já concluíram ou estão terminando o ensino fundamental, que sejam filhos de agricultores familiares do Vale do Rio Pardo ou tenham vínculo direto com o campo.
Podem se inscrever jovens de General Câmara, Santa Cruz do Sul, Venâncio Aires, Vera Cruz, Boqueirão do Leão, Sinimbu, Herveiras, Rio Pardo, Passo do Sobrado, Vale Verde e Mato Leitão.
Quem quiser se candidatar a uma vaga na instituição de ensino, tem até 6 de dezembro para se inscrever, na secretaria da escola. Os documentos necessários são RG, CPF, foto 3X4, Declaração de Aptidão ao Pronaf (DAP) ou bloco de produtor dos pais ou responsáveis.
Depois disso, nos dias 13 e 14, os jovens e os familiares participam de uma entrevista e, após, realizam uma redação com tema definido pela coordenação da escola. A lista com os alunos selecionados para o curso sai dia 18 de dezembro e as matrículas já serão efetuadas nos dias 19 e 20.
A Efasc atua com a pedagogia da alternância, por meio da qual os estudantes permanecem uma semana na escola e uma semana junto à família, aplicando o conhecimento da sala de aula e reforçando o vínculo com a propriedade rural. Informações sobre o processo seletivo podem ser obtidas pelo e-mail efasantacruz@gmail.com, telefone 3713 3046 ou pela página EFA Santa Cruz, no Facebook.
Em nove anos, 213 jovens já foram formados no ensino médio e no curso técnico em Agricultura, pela Efasc. Entre os egressos, 15 já têm graduação e outros 76 frequentam universidades, atualmente. Do total de egressos, 89% estão vinculados com a agricultura familiar, pelo trabalho ou estudo.