Conselho de Trânsito aprova mão única no Centro de São Jerônimo

Departamento de Trânsito deve iniciar as alterações até o mês de novembro

Por Portal de Notícias 06/09/2018 - 11:26 hs
Foto: Reprodução
Conselho de Trânsito aprova mão única no Centro de São Jerônimo
Nova configuração prevê que o Centro se torne uma grande rotatória

MARCOS ESSVEIN

Em reunião realizada nesta quarta-feira, 5, com a presença de sete dos treze conselheiros, o Conselho Municipal de Trânsito de São Jerônimo (COMTRAN) aprovou, por seis votos a um, a implantação do sistema binário (mão única) no Centro da Cidade. Com isso, além de outras alterações, a Rua Ramiro Barcelos passará a ter sentido Centro-Bairro, a partir da equina da Rua Bento Gonçalves, e a Rua Coronel Soares de Carvalho terá sentido Bairro-Centro em todo o seu trajeto, formando uma grande rotatória com trânsito preferencial (imagem abaixo).


Atualmente, mais de dez mil veículos circulam diariamente no Centro da cidade. De acordo com os técnicos do Departamento de Trânsito, o projeto visa, em curto prazo, otimizar o fluxo destes veículos, solucionar pontos de conflito (onde há risco de colisão) em cruzamentos e estacionamentos e aumentar o número de vagas de estacionamento. Em longo prazo, o projeto visa aumentar os passeios públicos (calçadas) e implantação de ciclovias.

Durante a reunião, os técnicos reapresentaram os estudos e o projeto, que havia sido discutido em uma audiência pública realizada em 26 de junho, com três alterações: o sentido da Rua Nicácio Machado (porto do bote) será invertido; quem desce a Rua Rio Branco poderá cruzar a Rua Coronel Soares de Carvalho para acessar o trecho do supermercado Bonato; e a Rua Luiz Miller Picarelli terá sentido único desde o Colégio Carlos Maximiliano até a Rua Antônio Cândido Coutinho (em frente à igreja Assembleia de Deus). Os demais pontos do projeto não sofreram alterações.

Leia também:
Projeto para o trânsito do Centro de São Jerônimo: “uma grande rotatória”

Havia uma segunda proposta, pela qual as Ruas Ramiro Barcelos e Coronel Soares de Carvalho teriam o sentido inverso ao aprovado, visando manter a tendência atual de ingressar no Centro pela Rua Ramiro Barcelos. Esta proposta foi rejeitada pela maioria dos conselheiros porque surgiriam novos pontos de conflito.
Os estudos apontam que com a nova configuração o número de vagas de estacionamento será ampliado em 63%, passando das atuais 278 para 453. Também será possível retirar as sinaleiras dos cruzamentos da Rua Rio Branco com a Rua Coronel Soares de Carvalho (prefeitura velha) e com a Rua Ramiro Barcelos (Bonato). A sinaleira do cruzamento da Rua Ramiro Barcelos com a Osvaldo Aranha (Banrisul) será mantida. Com a eliminação dos semáforos, deverão ser construídas travessias elevadas para pedestres (faixas de segurança na mesma altura das calçadas), o que obrigará os motoristas a reduzirem automaticamente a velocidade nos cruzamentos e dará mais segurança aos pedestres.
Os pontos do projeto que geraram maior discussão foram o sentido das ruas principais, que acabaram ficando como determinava o projeto original, e o acesso ao porto do bote. Com a inversão do sentido da Rua Nicácio Machado, será necessária uma manobra em um espaço reduzido para acessar o porto. De acordo com os técnicos, o problema será solucionado durante a implantação da nova configuração, que será realizada em etapas.
Segundo o diretor de Trânsito, Moisés Delfin dos Santos, a intenção é iniciar as mudanças até o mês de novembro.




O projeto foi elaborado por um grupo de treze pessoas, entre corpo técnico da Secretaria de Planejamento (SEPLAN) e apoiadores. São eles Moisés Delfim Dos Santos, diretor de trânsito e técnico em segurança pública; Simone Pereira de Lima, coordenadora de planejamento e infraestruturas da SEPLAN; César Ávila de Souza, engenheiro civil e segurança do trabalho da SEPLAN; Taiane de Oliveira Pompeo, arquiteta e urbanista da SEPLAN; Eduardo Silveira, oficial administrativo de trânsito do município; Lucio de Campos, engenheiro civil e segurança do trabalho da SEPLAN; Gilberto Pradella, arquiteto e urbanista; Paulo Roberto Silva de Souza, comandante da Brigada Militar em São Jerônimo; Fábio Turra, diretor do Expresso Vitória; Leandro Ferreira, coordenador de tráfego do Expresso Vitória; Rubem Vieira, representante dos taxistas; João Antônio Ferreira, Instrutor do CFC – 17º Região e Paulo Roberto de Souza, representante CDL.


Projeto foi apresentado pelos técnicos da SEPLAN