Conheça a escola de Minas do Leão que está entre as três do RS que mais avançaram no Ideb

Escola Ricardo Porto alcançou a nota 5,4 com base nas avaliações feitas no ano passado

Por Portal de Notícias 05/09/2018 - 09:56 hs
Foto: Ascom / PM Minas do Leão
Conheça a escola de Minas do Leão que está entre as três do RS que mais avançaram no Ideb
Um dos trunfos da escola é ter a mesma equipe diretiva, de supervisão e orientação pedagógica

A Escola Municipal Ricardo Porto, de Minas do Leão, está entre as três primeiras do Estado que tiveram o maior avanço no Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica) divulgado na segunda-feira, 3, pelo Ministério da Educação. A escola do bairro Recreio alcançou a nota 5,4 com base nas avaliações feitas no ano passado. Em 2007, o índice era de 2,2. Atualmente, 257 alunos são atendidos pela Escola Ricardo Porto da pré-escola ao nono ano do ensino fundamental, incluindo a EJA, a Educação de Jovens e Adultos. Os frutos colhidos agora pela escola se devem a um trabalho contínuo de aperfeiçoamento das práticas escolares.

Leia também:
Escolas de Arroio dos Ratos e Minas do Leão tiveram melhor evolução no Ideb

Em 2007, as obras de ampliação da Escola Ricardo Porto foram finalizadas, dando mais espaço a alunos, professores e funcionários para as suas atividades. Em 2008 e 2009, turmas de oitavo e nono ano do ensino fundamental passaram a ser atendidas pela escola. 
Ainda em 2009, a escola inicia o Projeto Adolescer, focado em conscientizar os alunos adolescentes sobre temas inerentes à idade, como as doenças sexualmente transmissíveis (DSTs). Em 2010, o primeiro Seminário Contra a Violência foi realizado com palestrantes do próprio município e também de fora.
Em 2012, a escola inicia os Conselhos de Classe Participativos. Esta medida, segundo a direção, é uma das mais importantes para que o Ideb tenha dado um significativo salto. Os conselhos passaram a contar, de maneira decisiva, com a participação da família. Atendimentos individuais e personalizados com a equipe da escola começaram a ser feitos e, a partir disso, dificuldades pontuais de cada aluno e família passaram a fazer parte das demandas da escola. A partir de 2013, psicólogo e assistente social também se integraram à equipe escolar e colaboraram nos atendimentos e avaliações de cada aluno.
Também em 2013, a Escola Ricardo Porto foi a pioneira do Projeto Futuraí, em que os alunos em distorção de idade-série são levados para conhecerem a rotina de várias empresas. Com isso, se espera que os jovens podem se sentir mais motivados, sigam estudando e possam buscar uma vaga de trabalho mais adiante, inclusive nas empresas em que visitaram.
A Escola Ricardo Porto também ganhou, em 2011, uma quadra poliesportiva, que foi coberta e se transformou em ginásio em 2016. A Sala de Recursos também representou avanços ao permitir que alunos com necessidades especiais tivessem as práticas de ensino adequadas às suas capacidades e, com o tempo, progredissem. Os diversos projetos interdisciplinares, desenvolvidos pela Escola Ricardo Porto em paralelo aos conteúdos trabalhados em sala de aula, também se somam à cadeia do ensino. Neste ano, cada trimestre está tendo um projeto diferente, como, por exemplo, uma ação ambiental no Arroio Taquara, que passa próximo à escola.
Um dos trunfos da escola é ter a mesma equipe diretiva, de supervisão e orientação pedagógica, desde 2009. O trabalho contínuo desenvolvido pelos professores, com suporte da Secretaria de Educação e mesmo da Assistência Social, em alguns momentos, dá o tom do trabalho. Segundo a secretária de Educação, Sílvia Lasek, a rede municipal de ensino, incluindo a Escola Ricardo Porto, tem adotado métodos de ensino que vão além dos conteúdos tradicionais focando, principalmente, na aplicação dos conhecimentos na prática.

- Criamos um ciclo de aprendizado que não se faz do dia para a noite. É um trabalho de formiguinha, com diversos atores trabalhando por um único objetivo: melhorarmos, cada vez mais, nossos índices de educação. Este resultado da Escola Ricardo Porto é fruto do trabalho de mais de uma década e mostra que Minas do Leão está no caminho certo - destaca a secretária.

Para o prefeito Miguel Almeida, ter o município como um dos destaques do Estado também na educação é motivo de orgulho.

- Há poucas semanas recebemos uma premiação nacional na área da saúde. Agora, vemos novamente Minas do Leão na imprensa estadual por este excelente resultado da Escola Ricardo Porto no Ideb, com uma evolução muito significativa. Números como este apenas comprovam as nossas ações - comenta o prefeito.

Leia também:

Projeto de Minas do Leão é premiado em congresso nacional de saúde, no Pará

Escola São Miguel

A outra escola do município que também tem seu desempenho avaliado pelo Ideb é a Escola Municipal São Miguel. O resultado foi novamente crescente: 6,9 de média, já acima da meta prevista para 2021, que é de 6,4.