Piratini terá oito candidatos na disputa

Piratini terá oito candidatos na disputa

Por Portal de Notícias 06/08/2018 - 14:28 hs
Foto: Banco de Dados
Piratini terá oito candidatos na disputa
Oito candidatos disputam a cadeira de governador do estado

A disputa pela cadeira de governador do Rio Grande do Sul para o período de 2019 a 2022 terá oito candidatos. Os últimos cinco concorrentes foram confirmados em convenções no fim de semana. São eles: Abigail Pereira (PCdoB), Eduardo Leite (PSDB), José Ivo Sartori (MDB), Júlio Flores (PSTU) e Miguel Rossetto (PT). Já haviam realizado convenções Jairo Jorge (PDT), Mateus Bandeira (Novo) e Roberto Robaina (PSOL).
Ontem, Sartori falou pela primeira vez como candidato à reeleição. O governador, que repetirá a dobradinha com o vice José Paulo Cairoli (PSD), terá a maior coligação, com dez partidos. Ao Senado, concorrem Beto Albuquerque (PSB) e José Fogaça (MDB). O candidato a presidente pelo MDB, Henrique Meirelles, esteve no evento, onde oficializou o vice, o ex-governador Germano Rigotto (MDB).

O ex-prefeito de Pelotas Eduardo Leite realizou convenção ontem, na Casa do Gaúcho, no Parque da Harmonia. O vice será Ranolfo Vieira Júnior (PTB) e os candidatos ao Senado, Mário Bernd (PPS) e Luis Carlos Heinze (PP). O progressista foi ausência marcante no evento, visto que desistiu da candidatura ao governo do estado para compor chapa na coligação. A reviravolta aconteceu depois que a senadora Ana Amélia Lemos (PP) aceitou ser vice de Geraldo Alckmin (PSDB). Heinze entrou na vaga da companheira de partido.
Miguel Rossetto também foi lançado oficialmente ontem, em convenção no Clube do Comércio, na capital. O PT havia adiado o encontro para tentar convencer Abigail a ser vice, mas a comunista decidiu concorrer também. Sem alianças,o petista terá como vice a vereadora de São Leopoldo Ana Affonso. Ao Senado, concorrem Paulo Paim, que tentará o terceiro mandato, e Cleonice Back.

No sábado, Abigail foi oficializada pelo PCdoB em convenção na capital. No evento, que contou com a presidenciável do partido, Manuela D’Ávila, foi oficializado como candidato a vice Tiago Silva. O PCdoB, que também não conquistou alianças para a disputa, terá um concorrente ao Senado, Everlei Martins.
Também no sábado, o PSTU lançou o nome de Júlio Flores como candidato a governador e Ana Clélia como vice. O partido, que concorrerá sozinho, terá João Augusto Gomes e Marli Schaule disputando o Senado.

Outros concorrentes

Três chapas já haviam sido oficializadas. O candidato Jairo Jorge (PDT) terá como vice Cláudio Bier (PV). Ao Senado, concorrerá pela coligação Sandra Weber (SD).
Mateus Bandeira e Bruno Miragem foram a chapa do Novo, que não terá concorrentes ao Senado.

Já Roberto Robaina (PSOL) formará chapa com a vice Camila Goulart e os concorrentes a senador Romer Guex (PSOL) e Cleber Soares (PCB).
As duas vagas de senador do Rio Grande do Sul terão ainda a disputa de Carmen Flores (PSL), do partido de Bolsonaro.