Região Carbonífera terá menos eleitores para votar em outubro

Quatro municípios tiveram perda média de 17,3% do eleitorado em relação ao último pleito municipal de 2016

Por Portal de Notícias 11/07/2018 - 15:25 hs
Foto: Banco de Dados
Região Carbonífera terá menos eleitores para votar em outubro
quem não fez o recadastramento biométrico não poderá votar

Com o encerramento dos prazos para inscrição de eleitores e, também, do recadastramento bimétrico, a região Carbonífera já tem o número de cidadãos aptos a votar nas eleições gerais de 7 de outubro. Os candidatos disputarão os votos 100.439 eleitores em oito municípios. Serão 6.438 eleitores a menos (-6,03%) em relação às eleições de 2016, quando 106.877 cidadãos estavam aptos a votar (sem considerar a média de abstenção, que foi de 12,02% no pleito de 2016).
A redução ocorre porque após o recadastramento biométrico, quatro municípios tiveram a perda média de 17,3% no número de eleitores: Barão do Triunfo (-19,38%), Butiá (-16,27%), General Câmara (-16,29%) e São Jerônimo (17,36%). Já outros três municípios tiveram um pequeno acréscimo: Arroio dos Ratos (5,35%), Minas do Leão (4,87%) e Triunfo (2,67%). No quadro abaixo, a evolução do eleitorado da região por município. No município de Charqueadas ainda não houve o recadastramento e não há data prevista.


Onde e quando regularizar
Os eleitores que perderam os prazos para inscrição, alteração e recadastramento biométrico tiveram o título cancelado e não podem votar no dia 7 de outubro. Além disso, só poderão regularizar sua situação a partir de 5 de novembro, quando o a Justiça Eleitoral reabre o cadastro. Para isso, em novembro, o cidadão deverá procurar sua Zona Eleitoral (ZE). Na região Carbonífera, são três zonas: a 50ª, sediada em São Jerônimo e que abrange Arroio dos Ratos, Barão do Triunfo, Charqueadas e General Câmara; a 133ª ZE, sediada em Triunfo; e a 116ª ZE, sediada em Butiá e que abrange Minas do Leão.