Pediatras questionam como foi tratado o tema amamentação em novela na TV

Amamentação cruzada não é recomendada e médicos reforçam que não existe o "leite fraco"

Por Portal de Notícias 05/04/2018 - 09:07 hs
Foto: Marcelo Matusiak
Pediatras questionam como foi tratado o tema amamentação em novela na TV
Aleitamento materno é indispensável

A abordagem feita na novela “O outro lado do paraíso”, exibida no horário nobre da Rede Globo, sobre o aleitamento cruzado e a referência ao “leite fraco” da mãe mobilizou os pediatras devido ao equívoco de informações. A neonatologista e integrante da diretoria da Sociedade de Pediatria do Rio Grande do Sul (SPRS), Celia Magalhães, reforça o que foi exposto em nota pela Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP).

- Antigamente, era comum a amamentação cruzada, com as amas de leite, mas a prática não é mais recomendada devido ao risco transmitir doenças, como o HIV, ao bebê. Acredito que programas que têm grande audiência devem utilizar esta abrangência para estimular as coisas que realmente têm sentido – destaca Celia.

Com relação ao “leite fraco”, citado na trama televisiva, a pediatra considera um desserviço, visto que a qualidade é sempre muito boa.

- No imaginário das mulheres e de algumas famílias, dependendo do aspecto do leite, têm-se a fantasia de que ele é fraco. O que difere, de fato, é a textura e quantidade produzida, o que pode ser interpretado de forma equivocada. Em caso de dúvidas, as mães devem sempre procurar por um pediatra – complementa Celia Magalhães.

A Sociedade de Pediatria do Rio Grande (SPRS) reforça que o aleitamento materno é uma prática responsável por salvar muitas vidas no mundo, conforme referenciado pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Interessados em obter mais informações a respeito do assunto, podem consultar o site da SBP (http://www.sbp.com.br/index.php?id=494).