Seja bem-vindo
São Jerônimo, RS, 13/07/2024

  • A +
  • A -
Publicidade

Planeta tem aquecimento recorde pelo 13º mês seguido

O aquecimento recorde do planeta tem várias consequências graves e abrangentes, entre elas eventos climáticos extremos

C3S / Copernicus
Planeta tem aquecimento recorde pelo 13º mês seguido Planeta tem aquecimento recorde pelo 13º mês seguido
Publicidade

Junho de 2024 foi mais quente no planeta do que qualquer junho anterior no registro de dados e teve uma temperatura média do ar à superfície de 16,66°C, o que é 0,67°C acima da média de junho de 1991-2020 e 0,14°C acima do máximo anterior estabelecido em junho de 2023, informou nesta segunda o Sistema Copernicus.

Foi o décimo terceiro mês consecutivo de temperatura recorde no planeta que passa por mudanças climáticas aceleradas. Segundo a MetSul Meteorologia, embora incomum, uma série semelhante de registros mensais de temperatura global aconteceu anteriormente em 2015/2016, também durante um período de forte El Niño. Junho registrou temperatura média global 1,50°C acima da média estimada de junho para 1850-1900, o período de referência pré-industrial, tornando-se o décimo segundo mês consecutivo a atingir ou ultrapassar o limite de 1,5°C.

A temperatura média global dos últimos 12 meses (julho de 2023 a junho de 2024) é a mais alta já registrada, 0,76°C acima da média de 1991-2020 e 1,64°C acima da média pré-industrial de 1850-1900.

A temperatura média da superfície do mar (TSM) em junho nas regiões 60°S–60°N (fora dos polos) foi de 20,85°C, o valor mais alto já registrado para o mês, no décimo quinto mês consecutivo de recorde das temperaturas oceânicas.

As altas temperaturas do ar sobre os oceanos foram associadas às temperaturas da superfície do mar quase recordes para esta época do ano. A temperatura do mar diária caiu abaixo dos valores observados em 2023 em apenas 0,01°C depois de permanecer continuamente em níveis recordes desde o início de 2024.

Apesar de não ter atingido valores recorde no final de junho, as temperaturas do mar estavam praticamente no mesmo nível dos valores de junho de 2023, estando ambos os anos marcadamente acima de todos os anos anteriores.

As temperaturas médias da atmosfera do planeta nos últimos 12 meses foram as mais altas do que qualquer período de 12 meses anterior, com uma temperatura 0,76°C acima da média de 1991-2020, muito superior aos valores máximos de 0,46°C acima da média alcançados em 2015/2016 e 2019/2020. O ano de 2023 foi o ano civil mais quente já registrado, com uma temperatura 0,60°C acima da média de 1991-2020.

Consequências

O aquecimento recorde do planeta tem várias consequências graves e abrangentes. Aqui estão algumas das principais:

  1. Derretimento das geleiras e aumento do nível do mar:

    • O aumento das temperaturas está acelerando o derretimento das geleiras e das calotas polares, contribuindo para o aumento do nível do mar. Isso ameaça inundar áreas costeiras e ilhas baixas, deslocando milhões de pessoas.
  2. Eventos climáticos extremos:

    • O aumento das temperaturas está associado a um aumento na frequência e intensidade de eventos climáticos extremos, como ondas de calor, secas, inundações e tempestades. Esses eventos causam danos significativos à infraestrutura, agricultura e ecossistemas, além de colocar em risco a vida humana.
  3. Impactos na biodiversidade:

    • O aquecimento global está afetando habitats naturais e forçando muitas espécies a migrar para áreas mais frias ou adaptarem-se rapidamente. Isso pode levar a extinções de espécies que não conseguem se adaptar ou migrar.
  4. Agricultura e segurança alimentar:

    • Mudanças nos padrões climáticos, como alterações na precipitação e aumento da frequência de eventos climáticos extremos, podem afetar a produção agrícola, levando à insegurança alimentar. Regiões dependentes da agricultura podem sofrer com safras reduzidas e aumento dos preços dos alimentos.
  5. Saúde humana:

    • O aumento das temperaturas pode exacerbar problemas de saúde, como doenças respiratórias e cardiovasculares. Ondas de calor intensas podem levar a desidratação, insolação e morte, especialmente entre populações vulneráveis, como idosos e crianças.
    • Além disso, o aumento da temperatura pode expandir a área de atuação de vetores de doenças, como mosquitos, levando a surtos de doenças como dengue, zika e malária em novas regiões.
  6. Acidificação dos oceanos:

    • O aquecimento global também está causando a acidificação dos oceanos, pois os oceanos absorvem grande parte do dióxido de carbono (CO₂) atmosférico. Isso afeta negativamente os ecossistemas marinhos, incluindo recifes de corais e a cadeia alimentar marinha.
  7. Escassez de água:

    • As mudanças nos padrões de precipitação e o derretimento das geleiras podem levar à escassez de água doce em muitas regiões, afetando tanto o consumo humano quanto a agricultura.
  8. Impacto econômico:

    • Os desastres naturais, a perda de biodiversidade, os problemas de saúde e a insegurança alimentar resultantes do aquecimento global têm um impacto econômico significativo. Os custos de mitigação e adaptação às mudanças climáticas também são elevados.

Publicidade



COMENTÁRIOS

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Buscar

Alterar Local

Anuncie Aqui

Escolha abaixo onde deseja anunciar.

Efetue o Login

Recuperar Senha

Baixe o Nosso Aplicativo!

Tenha todas as novidades na palma da sua mão.