Seja bem-vindo
São Jerônimo, RS, 13/07/2024

  • A +
  • A -
Publicidade

Onda de frio no RS vai durar semanas, ganhará força e terá marcas extremas

MetSul alerta que onda de frio deve perdurar por mais duas semanas, se somando aos últimos sete dias já marcados por temperaturas muito baixas

Banco de Imagens / MetSul
Onda de frio no RS vai durar semanas, ganhará força e terá marcas extremas Onda de frio no RS vai durar semanas, ganhará força e terá marcas extremas
Publicidade

A MetSul Meteorologia alerta que a onda de frio que começou no final de junho e persiste no início de julho no Rio Grande do Sul deverá continuar por mais duas semanas. Esta previsão se soma aos últimos sete dias já marcados por temperaturas muito baixas na região. Segundo a MetSul, os dias mais frios ainda estão por vir, com temperaturas que já chegaram a registrar até 7°C abaixo de zero no Sul do Estado, e quase 8°C negativos no Planalto Sul Catarinense.

A oscilação Antártica tem contribuído para essas baixas temperaturas, afetando não só o Rio Grande do Sul, mas também partes da Argentina e do Uruguai. Entre 29 de junho e 5 de julho, as mínimas médias em algumas cidades gaúchas foram significativamente inferiores às médias históricas para o mês de julho.

A previsão é de que o frio se intensifique na próxima semana com a chegada de três novos pulsos de ar polar ao Rio Grande do Sul. O primeiro deve ocorrer entre sexta-feira e sábado, com previsão de temperaturas abaixo de zero e possibilidade de geada no Oeste e Sul do Estado. Um segundo pulso mais frio está previsto para segunda-feira, prometendo uma madrugada e amanhecer ainda mais gelados. No final da semana seguinte, um terceiro pulso extremamente intenso poderá trazer temperaturas excepcionalmente baixas, com modelos indicando valores tão baixos quanto -8°C a -10°C nas áreas mais elevadas do Sul do Brasil.

Além das baixas temperaturas durante a noite, as tardes também serão marcadas por máximas muito abaixo da média histórica para julho. A MetSul sugere que este mês pode se tornar um dos julhos mais frios já registrados no Rio Grande do Sul, devido à persistência de dias com temperaturas muito baixas e condições climáticas adversas em várias regiões.

Publicidade



COMENTÁRIOS

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Buscar

Alterar Local

Anuncie Aqui

Escolha abaixo onde deseja anunciar.

Efetue o Login

Recuperar Senha

Baixe o Nosso Aplicativo!

Tenha todas as novidades na palma da sua mão.