Professoras reivindicam a Vieira da Cunha atenção à merenda nas escolas de Triunfo

Seduc tirou dos municípios o compromisso de atender o previsto no Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), que era assumido perante o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).

Por Marcos Essvein 27/05/2016 - 16:48 hs
Foto: SÂMELLA MOREIRA / DIVULGAÇÃO
Professoras reivindicam a Vieira da Cunha atenção à merenda nas escolas de Triunfo
Professoras, prefeito e veeadores tiveram reunião com Vieira da Cunha

O impasse envolvendo a aquisição da merenda escolar na rede de ensino estadual em Triunfo levou o deputado Sergio Peres (PRB) e lideranças do município a uma audiência em Porto Alegre, nesta sexta-feira, 27, com o titular da Secretaria Estadual de Educação (Seduc), Vieira da Cunha.

Integraram a comitiva o prefeito Mauro Poeta, os vereadores do PRB Claudinho Viana e Ubirajara Leote, além das representantes das escolas estaduais de Triunfo, Gorete Carvalho, Rosemari Schallenberger e Marly Terezinha Azeredo Alves.

As professoras relataram as dificuldades enfrentadas pela direção, pais e alunos das instituições de ensino a partir do comunicado lançado pela Seduc tirando dos municípios o compromisso de atender o previsto no Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), que era assumido perante o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).

De acordo com as representantes das escolas, as oito unidades estaduais de Triunfo recebiam a merenda diretamente do município, mas a partir da resolução da Seduc passaram a depender, este ano, dos recursos repassados pelo Estado, de R$ 0,30 por aluno.

- Além de o valor não condizer com o custo da alimentação de um aluno, essa nova realidade exige a elaboração de processos licitatórios, que envolvem burocracia e equipe especializada, recursos nem sempre disponíveis nas nossas escolas estaduais - lamenta Marly.

A diretora da Escola Mario Totta, Gorete Carvalho, lembrou que há dificuldade em conseguir fornecedores para as unidades do interior.

- Mesmo as empresas que cumprem as exigências da licitação não têm interesse em transportar cargas pequenas de alimentos para Triunfo com regularidade. Com a precariedade da merenda, temos solicitado ao pais que enviem com as crianças algum suplemento alimentar, mas sabemos que nem todos têm condições. Há crianças que assistem à aula alimentadas, outras não - alerta.

De acordo com as professoras, a situação tem se refletido de forma negativa no rendimento escolar, além de trazer insatisfação aos alunos e frustração às escolas.

- Havia outro padrão oferecido pela merenda municipalizada, de qualidade superior e de abundância. Essa diferença na alimentação diária está sendo sentida pelos nossos alunos - acrescentou Rosemari.

O pleito foi levado pelo grupo ao deputado Sergio Peres, que solicitou audiência com o secretário Vieira da Cunha. O secretário demonstrou interesse em resolver a questão e marcou para a próxima segunda-feira uma reunião entre a procuradoria jurídica do município e a equipe da Seduc para resolver a situação que se estende desde o início do ano letivo.