São Jerônimo: PP pede cassação das candidaturas de Evandro, Julião, Amaro da Maré e Rosa Serpa por crime eleitoral

Segundo o Progressistas, os denunciados usaram a máquina pública para compra de apoio político

Por Portal de Notícias 26/10/2020 - 19:02 hs
Foto: Reprodução

Aconteceu na tarde desta segunda-feira (26/10), audiência de instrução da Ação de Investigação Judicial Eleitoral promovida pelo Partido Progressistas de São Jerônimo que visa à cassação, por crime eleitoral, do registro das candidaturas à reeleição do atual prefeito, Evandro Heberle (PSDB), do vice-prefeito, Júlio Cesar Prates Cunha (Julião, PDT) e do presidente da Câmara de Vereadores, Amaro Jerônimo Vanti de Azevedo (Amaro da Maré, PDT), além da candidata a vereadora pelo PDT, Rosa Serpa.
___________
LEIA TAMBÉM
Prefeito de São Jerônimo tem bens bloqueados em duas ações de improbidade administrativa
__________
De acordo com o Progressistas, no dia 23 de março deste ano, Tamara Eliandra Serpa da Silva, moradora da localidade de Santa Elisia, enviou mensagem via Facebook para Marcelo Schreinert (Pata, atual candidato a prefeito) informando que sua mãe, Rosa Serpa, havia recebido proposta do atual prefeito, Evandro Heberle, para concorrer a vereadora. A proposta teria sido reiterada pelo vereador Amaro da Maré, além de oferecimento de cargo em comissão na Prefeitura em troca dos votos da “família grande”, conforme ela mesmo disse na mensagem. Posteriormente, Tamara foi nomeada para um cargo em comissão na Prefeitura e sua mãe, Rosa, ganhou uma das vagas do PDT, partido do vice-prefeito, para concorrer a uma das cadeiras na Câmara de Vereadores.
Para o Progressistas, ficou caracterizada a compra de apoio político praticada pelos denunciados usando a máquina pública com a finalidade de afetar a igualdade de oportunidade entre os candidatos. Além disso, na audiência realizada hoje, Tamara teria confirmado a conversa com Marcelo Schreinert (Pata). “Prints” da troca de mensagens foram anexados à denúncia.
O processo segue em análise pela Justiça Eleitoral, que após ouvidas as contrarrações dos denunciados, vai decidir pela cassação ou não das candidatura.








Deixe seu Comentário

Os comentários de leitores, no site ou em redes sociais, não representam a opinião do Portal de Notícias e são de responsabilidade única e exclusiva de seus autores, que poderão ser responsabilizados legalmente pelo seu conteúdo.