Paciente de Triunfo é a segunda vítima do coronavírus na região Carbonífera

Também foram registrados dois novos casos no município. Região chega a 106 pacientes infectados. Percentual de recuperados é de 71,7%

Por Portal de Notícias 02/06/2020 - 13:03 hs

A Secretaria Municipal de Saúde de Triunfo confirmou, na manhã desta terça-feira (2/06), a morte de um paciente em consequência do novo coronavírus residente no município e que estava internado em um hospital de Porto Alegre. O boletim epidemiológico não divulgada informações sobre sexo ou idade da vítima e, até a publicação desta matéria, não obtivemos retorno da Secretaria Municipal de Saúde.
Além do óbito, o boletim informou a confirmação de mais dois casos da covid-19 no município, que totaliza 42 pessoas infectadas. Deste total, sete estão ativos em tratamento e outros 34 já estão recuperados. O município de Triunfo tem, ainda, dois casos suspeitos, 79 em monitoramento domiciliar e 92 já descartados.
A morte registrada hoje em Triunfo é a segunda na região Carbonífera. A primeira foi uma idosa de 85 anos, moradora de Arroio dos Ratos, ocorrida no dia 13 de maio.



REGIÃO TEM 106 CASOS E 2 ÓBITOS

Com a confirmação e mais dois casos e um óbito em Triunfo nesta terça-feira (2/06) a região Carbonífera totaliza gora 106 pacientes infectados pela covid-19. Destes, 28 estão em tratamento, 76 já estão recuperadas e dois morreram em consequência da doença.
De acordo com as secretarias municipais de Saúde, são nove casos em Arroio dos Ratos; cinco em Butiá; 15 em Charqueadas; 14 em General Câmara; oito Minas do Leão; 13 em São Jerônimo e 42 em Triunfo. Dos 106 casos confirmados, 24 ainda não aparecem nas estatísticas da Secretaria Estadual de Saúde.



NOTA OFICIAL

SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE

NOTA DE ESCLARECIMENTO

É com pesar que informamos a população do município de Triunfo o primeiro óbito decorrente e/ou com fator concorrente da Covid-19. A pandemia de Covid-19 mudou a característica com que vivemos em comunidade e o distanciamento social se faz necessário em decorrência da alta transmissibilidade, mas este isolamento social de maneira alguma nos torna insensíveis diante da dor dos familiares e amigos que perdem seus entes. Manifestamos através desta o nosso profundo sentimento de tristeza.
Entretanto, nos cabe informar que os dados epidemiológicos levantados pelo setor de vigilância em saúde são alimentados tendo por base as normas do DataSus e tem como fonte a declaração de óbito e todos os campos nela constantes, conforme Manual de Procedimentos do Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM).
Em 1967, a 20ª Assembleia Mundial de Saúde definiu as causas de morte a serem registradas no Atestado Médico como “todas as doenças, afecções mórbidas ou lesões que ou produziram a morte, ou contribuíram para ela, e as circunstâncias do acidente ou violência que produziram quaisquer de tais lesões” (5). Esta definição não inclui sintomas e modos de morrer, como insuficiência cardíaca ou insuficiência respiratória, por exemplo.
Do mesmo modo, a causa básica foi definida como “a doença ou lesão que iniciou a cadeia de acontecimentos patológicos que conduziram diretamente à morte, ou as circunstâncias do acidente ou violência que produziram a lesão fatal”.
Isto posto, cabe informar que as causas concorrentes à morte são também contabilizadas, não apenas a causa imediata do óbito, para fins epidemiológicos.
Mais uma vez prestamos condolências à familiares, amigos e toda a comunidade triunfense. Trabalhamos incansavelmente no intuito de mitigar os efeitos da pandemia em nosso município, agindo com responsabilidade, ética e serenidade que o momento assim exige.
Coordenação Técnica


==================
RECEBA NOTÍCIAS PELO TELEGRAM
> Inscreva-se no nosso grupo no Telegram e receba notícias da região Carbonífera!
> Baixe o Telegram na sua loja de aplicativos
> Entre no grupo pelo link:
https://t.me/joinchat/MXKl8hN1N3Ol7kAnfvgcwg
=====================








Deixe seu Comentário

Os comentários de leitores, no site ou em redes sociais, não representam a opinião do Portal de Notícias e são de responsabilidade única e exclusiva de seus autores, que poderão ser responsabilizados legalmente pelo seu conteúdo.