Prefeitura de São Jerônimo estuda alterações no decreto que restringe funcionamento do comércio

Alterações podem ocorrer após a edição de novos decretos dos governos federal e estadual

Por Portal de Notícias 28/03/2020 - 10:44 hs
Foto: Ascom / Pref. São Jerônimo
Prefeitura de São Jerônimo estuda alterações no decreto que restringe funcionamento do comércio
Reunião ocorreu no início da tarde de ontem

Temendo prejuízos irrecuperáveis, em todo o estado setores como a indústria e o comércio têm pressionando os governos Estadual e municipais para que afrouxem as medidas de prevenção ao contágio pelo coronavírus.
Na tarde desta sexta (27/03), representantes da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de São Jerônimo se reuniram com a administração do Município para debater as medidas do decreto municipal que restringe o funcionamento de estabelecimentos comerciais, após uma semana de isolamento social para combate à propagação do coronavírus.
Após a publicação de novos decretos pelos governos Federal e Estadual, ocorrida nesta semana, a Prefeitura de São Jerônimo estuda formas de adequar o decreto municipal às novas normas.
Os integrantes do Comitê de Enfrentamento ao Coronavírus explicaram que é necessário mais uma semana para o início do achatamento da curva de contágio do COVID-19 e, ainda, que é aguardada a chegada de dez leitos de UTI e teste para detecção do coronavírus. Hoje, o Hospital de São Jerônimo tem apenas quatro respiradores para atender toda a região Carbonífera. Segundo informou na noite de ontem, a cidade de São Jerônimo tem 109 pacientes com doenças respiratórias em observação e, ainda, seis casos suspeitos de coronavírus.
- Acredito que o momento é muito delicado e temos que virar sim o quanto antes com muitos cuidados. Teremos  que ser fortes, pois uma retomada terá que ser gradativa e com muita responsabilidade pra não perdemos todo o resultado conseguido até aqui – disse a presidente da CDL, Rosângela Raphaelli aos associados.
Participaram da reunião o prefeito, Evandro Heberle; o vice-prefeito, Julio César Prates Cunha; o secretário da Saúde, Éderson Pizzio; o secretário de Desenvolvimento Econômico, Rudney Santos; o assessor técnico do Gabinete Municipal, Fábio Freitas; e os médicos Fábio Caldana, Lori Nidia Schmitt e Débora, integrantes do Comitê Municipal de Enfrentamento do COVID-19.