Anabelle 3 – De volta para casa

Filme da boneca apresenta monstros novos para o futuro

Por Filmes & Séries - Marcelo Figueiró 19/07/2019 - 10:38 hs

Um dos motivos que fez a Marvel ser o estúdio de cinema mais rentável da história é a forma que seus filmes são conectados. Não estou falando do universo interligado em si, mas da metodologia que a empresa usa para que um longa acabasse sendo o trailer do próximo. A cada película são deixadas pistas sobre as próximas tramas. Isto garante a presença dos mesmos espectadores nos sucessos seguintes. A estratégia funciona tão bem que o diretor James Wan a copiou, criando seu próprio universo conectado, só que de filmes de terror.


O MAL INTERLIGADO

No primeiro filme do universo Wan, “Invocação do Mal” (2013), é apresentada uma boneca demoníaca, Anabelle. Logo após, temos o filme “Anabelle” (2014). Este conta a história de como um objeto infantil se tornou um ser maligno. Já em “Invocação do Mal 2” (2016), o fantasma é de uma freira horripilante. Em “Anabelle 2” (2017), uma citação fala da mesma freira. Pouco tempo depois somos apresentados a origem deste demônio no filme “A Freira” (2018). Em seguida Wan sai da curva e apresenta “A Maldição da Chorona” (2019). Nele temos menções ao próximo filme do universo, “Anabelle 3 – De volta para casa” (2019). O novo longa da boneca é um trailer gigante, com vários easter eggs, para os próximos pesadelos do diretor.




ENGARRAFANDO O MAL

No filme “Anabelle 3 – De volta para casa” o casal Ed e Lorraine Warren, heróis de Invocação do Mal, recolhem a boneca da casa que estava assombrando. Os Warren são especialistas em possessões e demonólogos. Eles possuem no porão, de sua própria residência, um espaço onde guardam lembranças de todos os casos fantasmagóricos que enfrentaram. A ideia é trancafiar o brinquedo neste museu. No transporte da boneca, o casal descobre que Anabelle não está apenas possuída. Ela atrai os espíritos negativos que estão a sua volta. Para impedir esta influência, os Warren trancam o brinquedo dentro de um armário de vidro abençoado. O monstro nunca deve sair de lá.



ABANDONO INFANTIL

Quando a paz parece reinar na casa dos Waren, o casal precisa viajar. Por mais absurdo que pareça, eles deixam sua filha, Judy, sozinha na residência, aos cuidados da babá Mary Ellen. Lá as garotas recebem a visita de uma terceira menina, Daniela. Esta perdeu o pai há pouco tempo e furtivamente invade o museu dos Warren. No depósito de maldades, Daniela tenta realizar um ritual para contatar seu pai, recém falecido. Sem querer ela acaba libertando a boneca de sua prisão de vidro. Agora as garotas deverão encarar todos os espíritos que estavam presos no local e que voltam a ativa graças a influência de Anabelle. Conseguirão as meninas sobreviver ou acabarão participando de um chá de bonecas mortal¿

UNIVERSO EM EXPANSÃO

Como todos filmes de Wan, este não tem efeitos visuais espetaculares, mas assustam bastante. A história é divertida, bem superior a Anabelle 2. No entanto, o destaque vai para a grande possibilidade de outras produções de terror que a obra proporciona. Invocação do Mal apresentou a boneca demoníaca e a freira do mal. Já o terceiro episódio de Anabelle nos faz conhecer mais criaturas fantasmagóricas que estariam presas no Museu dos Warren. O filme é um trailer gigante, onde somos apresentados a uma Noiva Assassina, ao Barqueiro do Inferno, a um Samurai Fantasma, a um Pseudo Lobisomem, e até a um Tabuleiro Maligno, entre outras assombrações. Ou seja, esta continuação garante que o universo de Wan ainda tem muito a nos apresentar.

DEIXANDO A BONECA

Universos Compartilhados são a nova mania de Hollywood. Como é bom quando este processo de construção é bem feito. A cada longa, James Wan nos apresenta pitadas de seu terror e faz a gente ir pegando gosto por aquele mundo. Quando percebemos já assistimos vários filmes com sua assinatura. Que seu Mundo Assombrado continue crescendo. Que nos traga obras de qualidade para nos apavorar dentro e fora da sala de cinema. Desta forma, estará cumprido o objetivo de fazer que nunca mais olhemos uma boneca com a mesma tranquilidade. O próximo susto pode estar no capítulo seguinte, de sua história interminável, ou mesmo na loja de brinquedos.


ELENCO, CITAÇÕES E REFERÊNCIAS
Judy Warren - Mckenna Grace, Capitã Marvel, 2019
Mary Ellen - Madison Iseman, Jumanji: Bemvindo à Selva, 2017
Daniela Rios - Katie Sarife, Twisted Sisters, 2016
Ed Warren - Patrick Wilson,  Aquaman, 2018
Lorraine Warren - Vera Farmiga,  Godzilla II: Rei dos Monstros, 2019