Muy buenas ideias

Sempre dei muitas risadas, identificado com seu estilo muito bem humorado

Muy buenas ideias
Eduardo "Peninha" Bueno

Conheço mais a fundo o trabalho literário do jornalista e historiador Eduardo “Peninha” Bueno desde que comprei o livro Grêmio – Nada pode ser maior, de 2005, e dei muitas risadas, identificado com seu estilo muito bem humorado e, neste caso, gostosamente parcial, eis que alfineta o clube rival do Tricolosso em boa parte do texto. Como no trecho onde explica a etimologia da palavra “vermelho”.

Buenos tempos aqueles, antes de 2006, quando se podia tirar sarro do “Nacional”, afirmando que o Porto Alegrense era o único time verdadeiramente “internacional” de Porto Alegre, piada que, dentre outras, Peninha conta no livro. Agora não dá mais, o Inter faz jus ao nome, pois foi bi da Libertadores e campeão mundial. Entretanto a leitura me estimulou a procurar os da coleção Terra Brasilis, quatro volumes, onde Bueno aborda o período do descobrimento e colonização da história do Brasil. Hilariantes. Dentre as muitas histórias verdadeiras, engraçadas e “venéreas”, como diz meu sogro, está a da carta onde os jesuítas enviam ao rei de Portugal queixas sobre o comportamento sexual dos lusitanos na colônia, em grande promiscuidade com as nativas, sendo que, conforme o relato dos padres, um deles chegava a ter duzentos filhos com várias índias.

Já, então, um apreciador da obra de Eduardo Bueno, obviamente eu passei a assistir aos vídeos do canal Buenas Ideias no Youtube, por ele mantido há dois anos e onde, toda quarta e sexta-feira, posta um vídeo novo, com 10 a 20 minutos de duração, abordando, com sua verve única, um fato da história brasileira que “Não vai cair no Enem”, como explica o nome do quadro, ou então um vídeo curto, de até três minutos, do “Ora pílulas”. Tu ouves falar de coisas interessantes e ainda ri muito, sempre.

O Buenas Ideias possui cerca de 21 milhões de visualizações de seus vídeos e 400 mil seguidores inscritos. São todos, na minha opinião, muito engraçados, mas eu recomendaria quatro para vocês assistirem se não conhecem ainda o canal e querem ter uma buena ideia do que ele é: Dom Pedro Primeiro, A Revolução Farroupilha, A Imperatriz Infeliz e A Ditadura Militar no Brasil (com 752 mil visualizações, o mais acessado do canal). Eles, a meu ver, dão um apanhado da linha do trabalho dele, além de serem os mais engraçados.

Mas o principal motivo de eu estar escrevendo essa crônica sobre o Eduardo Bueno é que ele estará de hoje até domingo, às 21 horas, no Teatro São Pedro, apresentando Não Vai Cair No Enem – Uma Peça, stand up onde irá, basicamente, fazer a mesma coisa do canal, só que um pouco mais extensa e burilada, obviamente. Com certeza, imperdível.