JOÃO ADOLFO GUERREIRO | Região registra um óbito por dia no início de 2021

Foram 12 óbitos registrados por Covid-19 na Região Carbonífera

JOÃO ADOLFO GUERREIRO | Região registra um óbito por dia no início de 2021
Triunfo teve oito óbitos em 30 dias

Nos primeiros 12 dias de janeiro de 2021, 12 óbitos registrados por Covid-19 na Região Carbonífera. De 14 de dezembro à 12 de janeiro, foram 25, ou seja, em dezembro tivemos 13 vítimas fatais em 18 dias. Indicativo de que o aceleramento do contágio por aqui está num crescente, pois esse número total representa 18.5% de todos os 135 óbitos oficialmente notificados em nossas cidades desde o início da pandemia.
Em janeiro, os municípios mais afetados foram General Câmara (4 óbitos), Triunfo (3) e São Jerônimo (3); em dezembro, foram Triunfo (5), São Jerônimo (3) e Charqueadas (2). No período de 30 dias, Triunfo (8), São Jerônimo (6), General Câmara (4), Charqueadas (3) e Minas do Leão (2). Barão do Triunfo não teve mortes, Arroio dos Ratos e Butiá não registraram óbitos em janeiro e General Câmara os registrou apenas em janeiro.
Esses números, embora não estejam em desacordo com o aumento dos casos de Covid-19 no Rio Grande do Sul, que superam os da primeira onda - no inverno - e tornam o estado o quinto mais atingido pelo coronavírus no Brasil, são mais do que preocupantes para a Região Carbonífera. Apresentar em 30 dias quase um quinto do total de óbitos notificados em dez meses de pandemia é alarmante!
Podemos verificar ainda que 21 dos 25 casos do período analisado aconteceram em quatro cidades: Triunfo (imagem acima), São Jerônimo, General Câmara e Charqueadas, justamente aquelas banhadas pelo Rio Jacuí, formando, no momento, um polo de contágio na região. Como ainda estamos no período posterior às festas de final de ano e de veraneio, janeiro realmente promete e não é coisa boa.
O que se pode dizer, ante este quadro? O de sempre, que é o que realmente funciona até chegar a vacina salvadora: tomem cuidado, muito cuidado, principalmente pessoas dos grupos de risco. Fiquem em casa, sigam todos os protocolos de higiene, usem máscara, mantenham o distanciamento social. Protejam-se.
Fiquem todos com Deus.