Plínio Seckler é o primeiro entrevistado do projeto de resgate da história de Butiá

Primeiro capítulo do minidocumentário “Memória” entrevistou o último emancipacionista ainda vivo

Por Portal de Notícias 08/10/2019 - 19:15 hs
Foto: Ascom / Pref. Butiá
Plínio Seckler é o primeiro entrevistado do projeto de resgate da história de Butiá
Plínio Seckler é o último emancipacionista vivo

Na noite de segunda-feira (7/10), a Coordenadoria de Cultura e Turismo (CCT) e da Assessoria de Comunicação (Ascom) da Prefeitura de Butiá apresentaram o primeiro capítulo do Projeto Memória. O evento aconteceu no Espaço Cultural e mostrou a história de Plínio Seckler, 85 anos, único membro vivo da comissão de emancipação de Butiá.

O Projeto Memória está sendo desenvolvido em parceria entre CCT e Ascom, com apoio do professor de história Alan Bica e da Associação Cultural Butiaense (ACUB). O objetivo da iniciativa é resgatar a história de pontos do município. A cada novo episódio, em formato de minidocumentário, o público terá a chance de conhecer fatos sobre diversos locais que representam diferentes etapas na história de Butiá.
No primeiro episódio, o projeto trouxe o relato do emancipacionista Plínio Seckler. Ele deu detalhes do processo que tornou Butiá independente de São Jerônimo, em 1963. O movimento foi de extrema importância para a cidade e região Carbonífera porque depois de Butiá, outros distritos também buscam a emancipação.
Durante a sessão especial de apresentação, familiares dos demais membros da comissão, entrevistados no Projeto, alunos da Escola Municipal Professor Alcides Conter e o prefeito Daniel Almeida acompanharam em primeira mão a história de Seckler.
Durante seu discurso, Seckler não conteve as lágrimas ao dar mais detalhes de sua relação com Butiá e ao afirmar que ama a cidade. Além disso, o reencontro com amigos foi de muita emoção.

ASSISTA AO MINIDOCUMENTÁRIO: