Suspeitos de assalto ao Banco do Brasil de Arroio dos Ratos são presos em Guaíba

Segundo a Polícia Civil, os dois pertencem a uma quadrilha especializada nesse tipo de crime

Por Portal de Notícias 13/04/2018 - 19:11 hs
Foto: Divulgação/Polícia Civil/DEIC
Suspeitos de assalto ao Banco do Brasil de Arroio dos Ratos são presos em Guaíba
Os dois homens foram presos hoje me Guaíba

Dois suspeitos de envolvimento em um ataque a banco com tiroteio e refém ocorrido em Arroio dos Ratos, em novembro de 2016, foram presos nesta sexta-feira, 13, na cidade de Guaíba. Segundo a Polícia Civil, os homens pertencem a uma quadrilha especializada nesse tipo de crime.

A ação da 1ª Delegacia de Polícia de Repressão a Roubos, do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), se deu em cumprimento a quatro ordens judiciais, sendo dois mandados de busca e apreensão e dois de prisão preventiva.

As prisões foram decorrentes das investigações de crimes ocorridos em Arroio dos Ratos, em novembro de 2016. Os indivíduos, de 35 e 40 anos, são suspeitos de pertencerem a uma organização criminosa responsável pelo roubo a estabelecimento bancário com uso de explosivos.

De acordo com os delegados Joel Henrique Wagner e João Paulo de Abreu, na ocasião, o grupo entrou em confronto com os policiais civis, configurando uma tentativa de latrocínio.

- Um dos presos estava sendo monitorado devido a suspeita de participação em roubos com uso de explosivos ocorridos recentemente nas cidades de Camaquã, Tapes, Mariana Pimentel, Butiá e Amaral Ferrador. O monitoramento identificou o vinculo entre os dois indivíduos -  disseram os delegados.

Ataque em Arroio dos Ratos

Na ocasião, o alvo foi o Banco do Brasil. Os bandidos estavam armados com fuzis e foram surpreendidos pelos policiais, que já monitoravam as ações da quadrilha. Houve tiroteio, um policial ficou ferido, um morador foi feito refém e a cidade viveu momentos de tensão.

 

Ao longo da apuração dos casos, a polícia chegou ao outro homem, de 35 anos de idade. Em 2017, ele foi flagrado com explosivos, durante uma ação de cumprimento de mandado de busca e apreensão.