SSP estuda transferência da Delegacia Regional de Polícia de São Jerônimo para Charqueadas

Delegado afirma que mudança é administrativa e não acarreta em prejuízos para a população

Por Portal de Notícias 07/02/2018 - 19:21 hs
Foto: Marcos Essvein
 SSP estuda transferência da Delegacia Regional de Polícia de São Jerônimo para Charqueadas
Prédio abriga a DP local e a 17ª DRP

Carla Miller Trainini

Tramita na Câmara de Vereadores de Charqueadas uma proposição sugerindo a mudança física da sede da 17ª Delegacia Regional de Polícia do Interior (17ª DRP), que atualmente está localizada em São Jerônimo. Com o argumento de que o ideal é centralizar em Charqueadas as coordenadorias regionais dos três órgãos da segurança pública, o vereador Ubiratan Amaral de Quadros (Bira, PMDB) solicitou que o Executivo Municipal peça a cedência do prédio do Banrisul para a instalação da 17ª DRP. O prédio, localizado na Av. Primeiro de Maio, ao lado da rodoviária, no Centro de Charqueadas, já está à disposição do Estado porque o Banrisul inaugurou uma nova agência na cidade há alguns meses. A viabilidade seria por meio de  convênio com a Secretaria de Segurança Pública (SSP) do Estado. A mudança, porém, ainda depende de trâmites entre a Prefeitura de Charqueadas e o Governo Estadual.

Para o delegado Nedson Oliveira, titular da Delegacia de Polícia de Butiá e atualmente respondendo como interino da 17ª DRP, a mudança de sede é somente administrativa e não acarreta em deixar a população de São Jerônimo desassistida. Ele explica que esta decisão ainda está sendo estudada e depende de outros fatores, como o convênio com o Estado e a reforma no prédio para as adaptações necessárias. Atualmente a área de abrangência da 17ª DRP corresponde aos municípios de São Jerônimo, Butiá, General Câmara, Charqueadas, Minas do Leão, Arroio dos Ratos e Barão do Triunfo.

- A possível mudança está tramitando na SSP e, em princípio, conta com a concordância do secretário, mas ainda precisa de estudos e análises. Na Polícia Civil também não há empecilho para a transferência. Esse assunto veio à pauta porque Charqueadas já sedia o 28º Batalhão de Polícia Militar e a Delegacia Penitenciária, por isso que a ideia é centralizar em um mesmo município os três órgãos regionais da Segurança Pública - esclarece o delegado Oliveira.

Novas delegacias

Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento e Delegacia da Mulher

Além da transferência de sede, o vereador Bira também acrescentou em sua proposição que fossem implantadas outras duas delegacias: a Delegacia da Mulher e a Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA). Para o delegado Oliveira, a ideia é interessante, porém, não há viabilidade da criação neste momento.

- Na realidade hoje a Delegacia de Charqueadas já faz as vezes de uma DPPA. Ela é de fato, mas não é de direito. A criação de delegacias depende de vários fatores, entre eles, de lei estadual para criar um novo órgão, depois um ato administrativo da Polícia Civil para instalá-las. Porém, é preciso mais efetivo e implica, necessariamente, em ter mais dois delegados e neste momento nós não temos. A região já atingiu o seu limite, nós temos quatro delegados para oito órgãos policiais. É importante, mas, infelizmente, não é viável no momento - finaliza o delegado.


Delegado Nedson OliveiraENTREVISTA

Delegado Nedson Oliveira, titular da Delegacia de Butiá e interino da 17ª DRP

Qual é a finalidade de uma Delegacia Regional da Polícia Civil?

- A Delegacia Regional é um órgão administrativo. Recebe o nome de delegacia porque nela podem ser instaurados inquéritos policiais e sindicâncias contra servidores policiais civis para investigar a sua conduta. Além disso, pode ocorrer um caso muito específico de investigação de um caso que envolva todos os municípios da região, uma coisa que fuja da alçada do delegado local, o que é muito raro de acontecer. A função principal é a coordenação das demais delegacias de polícia da região.

De onde surgiu a ideia de transferir a Delegacia Regional de São Jerônimo para Charqueadas?

- A SSP estuda a possibilidade de transferir a sede de São Jerônimo para Charqueadas porque a intenção do Governo do Estado é centralizar no município as três sedes regionais dos órgãos da Segurança Pública, visto que em Charqueadas já se encontram as coordenadorias regionais da Susepe e da Brigada Militar.

 No que essa mudança acarretaria, de fato, em prejuízos para a população jeronimense?

- A população não tem com o que se preocupar. Quando a mudança vier efetivamente a ocorrer, não vai acarretar em nenhuma diminuição do trabalho da Polícia Civil no município de São Jerônimo porque é simplesmente uma mudança administrativa. Isso também não vai representar em deslocamento de nenhum servidor da delegacia de São Jerônimo, muito pelo contrário. A nossa meta, eu enquanto gestor da região, em relação a São Jerônimo, é o incremento de efetivo para que consigamos reabrir o plantão 24h. Temos um concurso em andamento, inclusive.

E quanto ao lado financeiro, ocorrendo a transferência, o que altera para o município de São Jerônimo?

- Não haverá nenhum demérito com relação a isso, na saída da Delegacia Regional, tampouco em relação aos repasses financeiros. São Jerônimo não vai perder dinheiro. Não há nada na Lei orçamentária neste sentido, nem por parte da Secretaria de Segurança e nem por parte de outras secretarias.

O senhor acredita que essa transferência sairá do papel? Qual a sua opinião com relação ao assunto?             

- É um processo que está tramitando, ainda existem muitas questões a serem analisadas. Em princípio a decisão já está tomada, mas nada impede que seja mudado de opinião no decorrer do processo. Tudo depende neste momento do Banrisul ceder o prédio e a Prefeitura de Charqueadas fazer a reforma para adaptação necessária para transformar em uma delegacia. Por este fato de Charqueadas ser sede regional da Brigada Militar e da Susepe e pelo fato da Prefeitura estar conseguindo este prédio que vai haver um acréscimo de qualidade, eu também tenho a mesma opinião da Chefia de Polícia e considero a ideia bem interessante. Por hora continua como está, é uma questão de tempo, não vai acontecer da noite para o dia.

Antigo prédio do Banrisul pode ser cedido à SSP | Foto Cauê Florisbal