Aldeia indígena de Charqueadas receberá poço artesiano e água encanada

Anúncio foi feito na tarde de hoje pelo ministro do Desenvolvimento Social e Agrário, Osmar Terra

Por Portal de Notícias 02/01/2018 - 20:27 hs
Foto: Bernardo Souza / ASCOM-PMCH
Aldeia indígena de Charqueadas receberá poço artesiano e água encanada
Ministro e secrertário ouviram reivindicações do cacique da aldeia

Na tarde desta terça-feira, 2, o ministro do Desenvolvimento Social e Agrário (MDSA), Osmar Terra, acompanhado do secretário nacional de Segurança Alimentar e Nutricional, Caio Rocha, estiveram em Charqueadas. Eles visitaram o prefeito Simon Heberle e o Executivo na prefeitura municipal e, depois, foram até a tribo indígena Guarani Guajayvi, nas margens da ERS-401.

A aldeia, que hoje tem nove famílias e cerca de 60 pessoas, e está no município há cerca de cinco anos, receberá em breve um poço artesiano e água potável e encanada em todas as casas.  O anúncio foi feito pelo ministro Osmar Terra.

Além do anúncio, Terra também ouviu algumas reivindicações do cacique Cláudio Acosta sobre melhorias, principalmente na área da Educação.

A construção do poço visa proporcionar água potável a comunidade, principalmente aos 23 alunos da Escola Estadual Indígena Tecoa Guajayvi, que oferece educação infantil e fundamental, do 1° ao 9° ano. Entre os pleitos apresentados pelos indígenas estás a construção de um prédio para dar melhores condições ao ensino, qualidade na iluminação e possível implantação de ensino médio.

O prefeito Simon Heberle, o vice-prefeito Edilon Lopes, e o secretariado acompanharam a visita. Heberle e se mostrou solidário às necessidades enfrentadas pela comunidade indígena.

As famílias da aldeia estão no Cadastro Único. Recebem bolsa família, auxílio alimentação e são assistidas pelo Serviço de Proteção e Atendimento Integral à Família (PAIF). Além do Serviço de Assistência Social, a Secretaria de Saúde atende diariamente demandas da comunidade, assim como a Secretaria de Agricultura, que por meio da Emater faz a interação entre a aldeia e o poder público.