Sarau Cultural dá oportunidade de divulgação a artistas locais

Por Portal de Notícias 15/12/2017 - 17:04 hs
Foto: Cauê Florisbal
Sarau Cultural dá oportunidade de divulgação a artistas locais
Artiasrtas de diferentes vertentes culturais participaram do evento

Cauê Florisbal

Aconteceu no IFSul Câmpus Charqueadas, na sexta-feira, 8, a terceira edição do Sarau Cultural, com a participação de 26 artistas da cidade e região. Segundo o professor Conrado Chagas, o evento já faz parte do calendário acadêmico da instituição e não tem como atração apenas a leitura, mas as mais diversas manifestações culturais.

- É um sarau de literatura, música, artes plásticas, um pouco de tudo em um evento aberto para a comunidade. Também é um espaço onde se aprecia as artes produzidas na localidade com artistas iniciantes, já que não trabalhamos com nomes famosos. Este ano também participaram músicos da periferia com o hip-hop. É muito importante ouvir essa gurizada, que através da música dá o seu recado – explica Chagas.

Artistas locais e falta de espaço

Vários artistas de diferentes estilos estiveram no pátio do IFSul Charqueadas divulgando sua arte. Bastante conhecido por animar os bares das cidades até alguns anos atrás, Júnior Dihl hoje se destaca na poesia. Para o escritor, a dificuldade de acesso às grandes mídias faz com que o artista tenha que ser mais criativo na busca de espaço.

- Eu, por exemplo, utilizo as mídias sociais como principal elo com o público. Mas qualquer praça pública, qualquer área que possa receber pessoas dispostas a prestigiar minhas poesias e minhas canções é um espaço. Infelizmente, para uma banda nova, principalmente no estado, emplacar uma música numa rádio custa muito caro, assim como para um escritor conseguir guarida de uma editora. A única mídia livre que temos, ainda, é a internet - disse Dihl.

Para ele, o sucesso não está apenas ligado ao fator financeiro, mas  sim em conseguir levar para as pessoas o que é produzido.

-Cabe ao artista se encontrar enquanto produtor e multiplicador da sua própria arte, e isso precisa ser verdadeiro, original, pois somente assim conseguirá ter espaço em qualquer lugar. Existe público para todos os gostos e todos os artistas, cabe ao artista saber chegar neste público. Cabe ao artista saber que o mercado não pode determinar aquilo que ele acredita, portanto, cabe a ele também compreender que sucesso não é sinônimo de lucro, ou um retorno financeiro alto, mas sim a capacidade de levar algo de positivo que possa, pelo menos por um instante, mudar a percepção ou a realidade de vida de quem escuta uma música ou lê um livro –  destaca Dihl.

Mesmo que a comunidade em geral venha aumentando a presença neste tipo de evento, artistas acreditam que mais pessoas deveriam participar dos saraus.

- Acredito que os saraus são uma novidade na cidade e se popularizaram bastante. Existe um público específico que sustenta essa estrutura, mas, sem dúvida, esse público ainda é uma minoria. Precisamos atingir muito mais pessoas e não somente um segmento cultural da cidade, afinal a cultura precisa ser para todos – diz o artista Gabriel Moraes.