Movimento O Sul é o Meu País realiza consulta popular no próximo sábado

Uma das principais justificativas do grupo para propor a separação diz respeito ao Pacto Federativo. Eles não concordam com a proporção de impostos arrecadada pela União nem com o retorno recebido pelos estados e municípios na forma de investimentos diretos

Por Portal de Notícias 03/10/2017 - 19:31 hs
Foto: Banco de Dados
  Movimento O Sul é o Meu País realiza consulta popular no próximo sábado
Integrantes do Movimento em São Jerônimo

No próximo sábado, 7 de outubro, o movimento O Sul é o Meu País realiza o Plebisul 2017, uma consulta popular para saber se a população da região Sul (Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná) deseja ou não a separação do resto do país. Uma das principais justificativas do grupo para propor a separação diz respeito ao Pacto Federativo. Eles não concordam com a proporção de impostos arrecadada pela União nem com o retorno recebido pelos estados e municípios na forma de investimentos diretos.

O Plebisul acontece das 8h às 20h e cerca de 30 urnas serão instaladas nas diversas cidades da região Carbonífera. A maioria delas estará em frente aos grandes supermercados. Os participantes responderão sim ou não à pergunta “Você quer que Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul formem um País independente?”.

O plebiscito não tem valor legal por não ter sido aprovado pelo Congresso, mas o objetivo é pesquisar o que pensam os cidadãos e manifestar essa opinião.

- Contamos com a participação dos eleitores através da democracia direta para que votem e assinem o Projeto de Lei de Iniciativa Popular (PLIP) para o Plebiscito Consultivo Oficial a se realizar no ano que vem – destaca a jeronimense Anidria Rocha, coordenadora-geral do Plebisul 2017.

O objetivo da consulta deste ano é atingir mais de dois milhões de eleitores, ou cerca de 10% dos eleitores dos três estados. No ano passado, uma consulta popular já foi realizada. De acordo com o resultado divulgado pela comissão organizadora, 95,74% dos 616.917 votantes disseram "sim" para a ideia de criar um novo país. Na região Carbonífera, mais de 40% dos eleitores participaram da consulta.

A condição mínima para votar é que seja maior de 16 anos e eleitor de um dos três estados. Até mesmo o voto em trânsito será permitido.

Mais informações sobre o movimento podem ser obtidas no site http://www.sullivre.org/