Frente parlamentar busca retomar duplicação da BR-290

Ato aumenta a mobilização para reinício das obras, paradas por falta de repasses da União

Por Portal de Notícias 29/09/2017 - 15:02 hs
Foto: Renato Miller Silva
 Frente parlamentar busca retomar duplicação da BR-290
Deputados estaduais, federais e lideranças da região participaram de ato em Butiá

A mobilização em busca de recursos para a continuidade das obras de duplicação da BR-290, principalmente no trecho que compreende Eldorado do Sul a Minas do Leão, aumentou com o lançamento de uma Frente Parlamentar estadual, em ato realizado às margens da rodovia, na última segunda-feira, 25, em Butiá. A iniciativa na Assembleia Legislativa partiu do deputado Luis Fernando Mainardi (PT). O objetivo é conseguir uma emenda de R$ 150 milhões para tocar as obras pelos próximos dois anos.

Até então, o esforço era isolado dos vereadores de Butiá, principalmente de Taila Medeiros (PSB), que com o apoio de Joel Maraschin (PMDB) e demais vereadores criaram uma Frente Parlamentar municipal. Esta frente ganhou o apoio dos demais municípios da região Carbonífera depois de reunião realizada na cidade de Arroio dos Ratos, para a criação da Frente Parlamentar regional.

Conforme Taila, hoje coordenadora da Frente Regional em Defesa da Duplicação da BR-290, é necessário a mobilização de todos junto ao Governo Federal.

- O fluxo de veículos é muito intenso. São caminhões que diariamente cruzam a rodovia. Há também o problema da falta de manutenção no asfalto. Nossa preocupação é com os trechos cujos trabalhos já iniciaram. Tudo o que já foi feito vai acabar se deteriorando. São vidas em jogo. Vamos lutar para que sejam retomadas as obras - disse Taila.

A obra de duplicação, dividida em quatro lotes, abrange o trecho de 115,7 quilômetros entre o Km 112,3, no entroncamento com a BR-116, em Eldorado do Sul, até o Km 228, em Pantano Grande. O trecho já foi licitado e orçado em cerca de R$ 750 milhões. A obra começou em 2014, depois parou por um ano e meio. Foi retomada em 2016, mas parou novamente. Até agora, já foram gastos aproximadamente R$ 50 milhões.

Na via, em condições de receber 11 mil automóveis por dia, passam, atualmente, cerca de 20 mil. Os números da Polícia Rodoviária Federal (PRF) apontam que nos últimos cinco anos, só no trecho compreendido entre Eldorado do Sul e Pantano Grande, houve mais de 2.100 acidentes, com 112 mortes e mais de 400 feridos.

O deputado estadual Luis Fernando Mainardi (PT) enfatizou a mobilização de todos os vereadores da região e, até mesmo, das câmaras municipais de Alegrete, Hulha Negra e São Gabriel, que buscam dar continuidade às obras de duplicação. Mainardi valorizou o ato na região Carbonífera, onde há muito tempo as comunidades buscam por mais tranquilidade.

- Aqui vai meu reconhecimento a todos vocês destas comunidades e os demais que utilizam esta rodovia. Esta luta é justa. Moradores da região Central, da Campanha e da Fronteira Oeste passam todos os dias por esta rodovia. Entendemos a necessidade e a importância da duplicação para a região Carbonífera – disse Mainardi.

O deputado Henrique Fontana (PT), que participou da reunião realizada em Arroio dos Ratos para a criação da frente parlamentar regional, iniciou uma campanha para a criação da frente parlamentar federal, com o intuito de mobilizar os demais deputados para a importância da continuidade das obras de duplicação do trecho. Fontana enfatizou a importância da rodovia para o país, já que é o Corredor do Mercosul.

- Temos que garantir em torno de R$ 150 milhões no orçamento para dar um ritmo razoável às obras nos próximos dois anos. São obras estruturantes. A emenda é boa e o meu voto é certo. Mas, isto só não basta. Temos que pedir uma audiência com o ministro dos Transportes e com o relator do Orçamento – destacou Fontana.

O superintendente regional do Dnit no RS, Hiratan Pinheiro da Silva, concordou com Fontana a respeito da necessidade do valor de R$ 150 milhões e ressaltou que este valor faz as travessias urbanas.

- Hoje, o Dnit tem os contratos e as licitações estão em dia. O problema é orçamento. Então, para dar um alento, falta o recurso. A travessia urbana no trecho entre Butiá a Minas do Leão custa em torno de R$ 90 milhões. Em Arroio dos Ratos seriam mais R$ 30 milhões. Portanto, os números são razoáveis para concluir a obra e entregar para a comunidade – disse o superintendente.

O deputado Giovani Cherini (PR), que atualmente é líder da bancada gaúcha no Congresso Nacional, destacou os recursos federais são poucos, mas que a bancada tem priorizado temas importantes para o estado, como a ponte do Rio Guaiba, a duplicação da BR-116, a finalização da BR-386, o Hospital Conceição, a Santa Casa e, agora, uma emenda para a BR-290.

- É importante colocar uma emenda a favor da BR-290, tendo em vista a importância da rodovia. No próximo dia 10 de outubro, teremos reunião da bancada gaúcha e deverão ser priorizadas as emendas por bancadas e duas emendas impositivas - salientou Cherini.

 

Foto

Legenda: Deputados estaduais, federais, prefeitos e vereadores mobilizados em busca da retomada da duplicação da BR 290