Casa da Criança transforma o lixo em fonte de renda

Projeto “Ajude a Casa da Criança e salve a Terra” recebe materiais recicláveis que são convertidos em recursos para manter a instituição

Por Portal de Notícias 25/08/2017 - 15:31 hs
Foto: Cauê Florisbal
Casa da Criança transforma o lixo em fonte de renda
Instituição usa recursos do projeto para atender 80 crianças

Cauê Florisbal

A Casa da Criança de São Jerônimo, instituição não governamental que atende cerca de 80 crianças, passou a utilizar da reciclagem de lixo como uma fonte de renda. O projeto “Ajude a Casa da Criança e salve a Terra” foi a estratégia encontrada para captar mais recursos e conscientizar as pessoas sobre o reaproveitamento do lixo reciclável.

Através da coleta do  material reciclável, a Casa da Criança vende o materioa recolhido  para a uma empresa  jeronimense  que dá o destino final a toda essa matéria prima.O valor arrecadado é utilizado para a manutenção de nossa instituição, viabilizando assim a sustentabilidade, a promoção de empregos e ajuda de nossos munícipes para a melhoria da educação e bem estar social.

- Revendemos e transformamos o lixo em dinheiro. Mostramos para os pais que a sucata é dinheiro e isso ajuda a eliminar este material dos rios, dos lixões e outros locais. Eles têm que entender que jogar sucata e lixo em qualquer lugar é prejuízo para si próprio e para a natureza – explica Maria Celina Machado, presidente da Casa da Criança.

A presidente revela que várias pessoas já levaram garrafas pet e latinhas para ajudar a escola. Segundo ela, com o dinheiro já arrecadado com o projeto foi possível comprar cortinas para salas de aula, ventilador, brinquedos e material didático. O Grupo Gerdau também repassou cerca R$ 5 mil para a escola, que será utilizado na compra de lixeiras e materiais de estudo.

Atualmente a escola conta com um repasse mensal da Prefeitura de São Jerônimo de R$ 3.880,00. Rifas, galetos e outras promoções também são organizados para buscar mais recursos, pois a escola tem custos com salários, INSS e Fundo de Garantia dos funcionários.

- Precisamos fazer promoções, pois o valor recebido não chega. A folha de pagamento hoje é de cerca de R$ 14 mil – explica a presidente.

 

Como participar

Quem quiser ajudar a Casa da Criança a conseguir materiais recicláveis também pode contribuir. Basta entregar diretamente na Casa da Criança (Avenida Maurício Cardoso, 168) ou ligar para o telefone (51) 3651.2126, que a equipe da escola irá buscar, desde que seja uma quantidade grande.

Podem ser doados materiais como alguns metais, plástico, papel, papelão e embalagens de alimentos, limpas e secas, separados em recipientes distintos. É preciso separar os resíduos orgânicos (que são restos de comida, papel higiênico, pontas de cigarro, poeira, etc, que não são recicláveis e não devem ser entregues) dos inorgânicos (vidros, plásticos, metais e papeis que são aceitos).

Amasse as latas e as garrafas PET, dobre papéis e papelão, que devem estar secos e limpos, assim como vidros e plásticos. Alguns materiais, contudo, não devem ir para a coleta seletiva: etiquetas adesivas, papel carbono e de estêncil, papel plastificado, fita crepe, papel de fax, papel metalizado, papéis sujos de alimentos e guardanapos; tomadas, cabos de panela, embalagens de biscoito, náilon e poliester; espelhos, lâminas, pirex, porcelana, cerâmica, tubos de TV; clips, esponjas de aço e grampos.

 

Nota Fiscal Gaúcha

A Casa da Criança também está na Nota Fiscal Gaúcha. O Programa distribui prêmios em dinheiro e desconto no IPVA e repassa recursos para as entidades beneficiadas.

 

Para participar acesse o site www.notafiscalgaucha.rs.gov.br e cadastre-se. Indique a Casa da Criança como entidade na área de Assistência Social. Depois, nos estabelecimentos comerciais, solicite a nota ou cupom fiscal e inclua seu CPF ao fazer suas compras.