Procura por auxílio na assistência social de Charqueadas aumenta 34,6%

Crescimento do desemprego se reflete no atendimento a famílias de baixa renda

Por Portal de Notícias 12/05/2017 - 15:13 hs
Foto: Cauê Florisbal
Procura por auxílio na assistência social de Charqueadas aumenta 34,6%
Secretaria de Assistência Social no antigo Sesi

A taxa de desemprego no Brasil atingiu 13,2% no trimestre encerrado em fevereiro, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Com base nos dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), foi apurada uma alta de 1,3 pontos percentuais na comparação com o trimestre anterior, sendo a maior taxa de desocupação no País da série histórica do indicador iniciada em 2012.

O aumento nas demissões é realidade também em Charqueadas e cada vez mais famílias procuram por auxílio na Secretaria Municipal de Assistência Social, o que vem aumentando significativamente nos últimos meses.

Moradores de diversos bairros procuram o apoio na assistência social e os bairros Parque das Laranjeiras, Manoel João e Beira-Rio são os que apresentam mais demandas.

Atualmente, a Secretaria de Assistência Social de Charqueadas tem aproximadamente 3,5 mil famílias cadastradas nos diversos programas oferecidos. No ano passado, esse número era de 2.600 famílias, o que representa um aumento de 34,6%em relação a 2016.

A grande procura faz com que sejam priorizadas as famílias com mais necessidades.

- A procura é muito grande, mas nós priorizamos as pessoas que estão em situação de vulnerabilidade – explica a secretária de Assistência Social Jossane Oliveira.

Segundo a assistente social Isabel Valle, a expectativa é que o Governo Federal aumente o valor repassado devido o crescimento do número de famílias cadastradas. Isabel também relata que várias famílias que não utilizavam dos serviços da Secretaria hoje procuram o local em busca de apoio. Para se beneficiar dos programas oferecidos pelo Governo Federal, a família deve estar no Cadastro Único, feito na Secretaria.

A procura por alimentos é um dos problemas que mais leva famílias a pedirem apoio na assistência social. Segundo a secretária, o auxílio alimentação é eventual, sem o compromisso mensal, diferente de programas do Governo Federal como o bolsa família.

- Muitas pessoas pensam que esse programa é um compromisso mensal e que o Município tem que doar uma sacola todos os meses, mas não é assim. Esse programa, que é amparado em lei municipal, é um benefício eventual para quem está em situação de vulnerabilidade – destaca a secretária.

Atualmente, entre os programas disponibilizados pela a Secretaria estão o Programa de Atenção Integral à Família (Paif), Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos e Bolsa Família, realizados no Centro de Referencias e Assistência Social (CRAS).

Alem destes programas federais, por meio de uma parceria com Governo do Estado a assistência social de Charqueadas via executar oficinas de música para pessoas que estão no serviço convivência do CRAS.

Dos recursos próprios do Município, existe também o programa segurança alimentar. Segundo Isabel Valle, esse programa concede um valor mensal através de um cartão social de alimentação emitido pelo Banrisul.

 

- Esse cartão beneficia famílias que não estão sendo atendidas por outros programas - explica Isabel.