Daniel Almeida é diplomado prefeito de Butiá

Por Portal de Notícias 07/04/2017 - 16:14 hs
Foto: Arquivo Pessoal
Daniel Almeida é diplomado prefeito de Butiá
Daniel Almeida recebeu o diploma de prefeito de Butiá

Eleito nas eleições suplementares realizadas no dia 12 de março, Daniel Almeida (PT) foi diplomado prefeito do Município de Butiá, na última terça-feira, 4. Daniel Almeida já ocupava a prefeitura, como prefeito interino, desde 1º de janeiro.

Depois da cerimônia, o prefeito divulgou os nomes que compões o primeiro escalão do governo. A procuradora-geral é Irani Medeiros; o secretário de Gestão, Planejamento e Finanças é Paulo Almeida; o secretário de Administração é Edson Leal; a secretária de Educação é Barbara Mendes; o secretário de Obras é Claudio Bernardes; o secretário de Saúde é Valmir Pereira; a secretária de Assistência Social é Deise Moura; o secretário de Agricultura e Meio Ambiente é Davi Correa; o nome que ocupará a Secretaria de Desenvolvimento, Indústria e Comércio ainda está em análise.

- Já deixei claro para estes colaboradores que não são meus servidores ou da Prefeitura Municipal, são funcionários do povo, que deverão cumprir metas e apresentar resultados. Quero dizer que confio nessas pessoas e acredito que, ao lado da população, seguiremos fazendo mais, o objetivo principal de melhorar a vida das pessoas de bem fr Butiá – disse.

 

Entenda

Na eleição do último mês de outubro, o candidato Paulo Almeida (PT) foi o mais votado, mas teve sua candidatura impugnada. Ele concorreu amparado por recurso, já que sua candidatura foi indeferida pela Justiça Eleitoral de Butiá e teve recursos negados pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE/RS) e pelo TSE, em decisão monocrática na Ministra Rosa Weber e, depois, do Pleno do Tribunal.

Paulo Almeida é considerado inelegível por ter tido as prestações de contas de três gestões à frente da Fundação Municipal de Saúde (Fumsa) consideradas irregulares pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE), que apontou graves problemas em suas administrações.

 

Com a inelegibilidade de Paulo Almeida, foram realizadas as eleições suplementares, vencidas pelo seu irmão, Daniel Almeida.