A Canção Brasileira em Arroio dos Ratos

No dia 21 de março a cantora Angela Diel, acompanhada por Fernando Rauber (piano) e Giovanni Berti (percussão), apresentará o espetáculo A Canção Brasileira em Arroio dos Ratos, às 20h, com entrada franca, no Auditório do Museu do Carvão

Por Portal de Notícias 13/03/2017 - 13:38 hs
Foto: Leandro Rodrigues / Divulgação
A Canção Brasileira em Arroio dos Ratos
Angela Diel, Fernando Rauber e Giovanni Berti

O espetáculo A Canção Brasileira mostrará ao público parte da riqueza cultural brasileira através da música originária de diferentes regiões do país. Para isso, a mezzo-soprano Angela Diel realizou pesquisas sobre lendas e canções nacionais, descobrindo particularidades que revelam a diversidade cultural brasileira.

Por meio dessa pesquisa, foram encontradas canções de origens folclóricas, danças afro-brasileiras, pontos rituais de batuque, lendas amazônicas e canções urbanas, todas com autoria de grandes nomes da cultura brasileira, como os compositores Ernani Braga, Heitor Villa-Lobos, Francisco Mignone, Waldemar Henrique, Camargo Guarnieri e Edino Krieger, e poetas como Carlos Drummond de Andrade, Manuel Bandeira e Vinicius de Moraes.

Tendo por base esse rico material, Angela Diel, acompanhada de Fernando Rauber (piano) e Giovanni Berti (percussão), realizará apresentação gratuita para a comunidade de Arroio dos Ratos, às 20h, no Auditório do Museu do Carvão, além de um concerto didático para estudantes de escolas da cidade, às 15h, no mesmo local. Também estão previstas apresentações em Campo Bom (22/3), Camaquã (28/3), Guaíba (05/4), Triunfo (06/4), Cachoeira do Sul (24/5), Rio Pardo (26/5) e Bom Princípio (31/5).

O projeto A Canção Brasileira é realizado pelo Ministério da Cultura, por meio da Lei Rouanet, com patrocínio das empresas CMPC Celulose Riograndense e BRDE – Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul, apoio da Secretaria Municipal de Educação e Cultura de Arroio dos Ratos e Museu Estadual do Carvão, e produção cultural da Bonella Produções.

 

A CANÇÃO BRASILEIRA

Angela Diel (canto)  | Fernando Rauber (piano) |Giovanni Berti (percussão)

Data: 21 de março, terça-feira

Local: Auditório do Museu do Carvão (R. Profa. Silvana Narvaez, 61 – Centro)

Horário: 20h

Duração: 70 minutos

ENTRADA FRANCA

 

CONCERTO DIDÁTICO PARA ESCOLAS:

Data: 21 de março, terça-feira

Local: Auditório do Museu do Carvão (R. Profa. Silvana Narvaez, 61 – Centro)

Horário: 15h

Duração: 70 minutos

A participação das escolas será mediante inscrição prévia, por meio do e-mail bonella@bonellaproducoes.com ou pelo telefone (51) 99961-6272.

 

CURRÍCULOS

ANGELA DIEL (MEZZO-SOPRANO)

Atua como solista em Óperas, Oratórios, Missas e Cantatas junto às principais orquestras brasileiras. Paralelamente segue carreira de música de câmara, com destaque para o ‘lied’ e a canção brasileira. Recebeu o prêmio de melhor voz feminina no prestigioso Concurso Nacional Carlos Gomes e, em 2009, foi agraciada com o Prêmio Açorianos de Música na categoria “melhor intérprete erudita” pelo CD Cantares. Realizou vários cursos de aperfeiçoamento vocal em Viena e Bruxelas. Sua intensa atividade em recitais a tem levado às principais salas de concerto do Brasil, Argentina, Uruguai, Portugal, Alemanha, Chile, Bélgica e Luxemburgo, acompanhada por renomados pianistas, com ênfase no repertório alemão, francês, espanhol e brasileiro. Angela Diel é fundadora da Casa da Música de Porto Alegre.

 

FERNANDO RAUBER (PIANO)

Atua como docente no Curso de Licenciatura em Música da UCS e como pianista na Orquestra Sinfônica da UCS. É doutor em música pela UFRGS, instituição na qual realizou também cursos de mestrado e bacharelado em música. Tem se destacado pela sua intensa atividade de música de câmera com diversas formações instrumentais. Foi um dos vencedores no concurso Jovens Solistas da Orquestra Sinfônica de Porto Alegre, interpretando, em 2006, o 3º Concerto para Piano e Orquestra de Bela Bartók, sob  regência do maestro Claudio Ribeiro. Em 2007, foi selecionado para ser bolsista do Chautauqua Music Festival em Chautauqua, NY, Estados Unidos. Trabalhou como pianista acompanhador do II e III Festival de Música de Câmara da UCS e, durante os anos de 2009 a 2012, foi pianista do Coro Sinfônica da Orquestra Sinfônica de Porto Alegre.

 

GIOVANNI BERTI (PERCUSSÃO)              

 

Começou sua carreira com o compositor Túlio Piva. Participou dos regionais Vibrações e Theatro São Pedro, acompanhando nomes como Moreira da Silva, Jards Macalé, Déo Rian, Altamiro Carrilho, Ademilde Fonseca e Jamelão. Acompanhou nomes de expressão nacional como Ivan Lins, Roberto Menescal, Dominguinhos e Sivuca. Sua atividade o tem levado a participar de várias formações musicais, inclusive com orquestra sinfônica (OSPA) e de câmara (Theatro São Pedro, Ulbra e Unisinos), além de gravações ao lado de músicos gaúchos, nacionais e internacionais. Recebeu prêmio de melhor instrumentista em vários festivais, entre eles Moenda da Canção, Canto da Lagoa e Festival do Choro de Porto Alegre. Atualmente trabalha com Nei Lisboa , Nelson Coelho de Castro, Antonio ViIleroy, EL TRIO com Leonardo e Claudio Sander, Regional Espia Só, Marcelo Delacroix, Gelson Oliveira, entre outros.