Comitiva da ONU estuda case de sustentabilidade da Braskem

Projeto pretende difundir conhecimento sobre Química Verde entre países em desenvolvimento

Por Lucas Essvein 17/02/2017 - 17:50 hs
Foto: Divulgação / Braskem
 Comitiva da ONU estuda case de sustentabilidade da Braskem
Comitiva da UNIDO esteve no Polo de Triunfo

Uma comitiva da UNIDO, um órgão das Nações Unidas voltado ao desenvolvimento industrial, visitou a Braskem, em Triunfo, para dar início a um projeto global, financiado pelo Banco Mundial, para estreitar os laços entre ciência e indústria pela aplicação da química verde em países em desenvolvimento. A química verde contempla projetos de produtos e processos químicos que reduzem ou eliminem o uso e a geração de substâncias perigosas.

O grupo visitou o Centro de Tecnologia e Inovação, a planta piloto e a planta de eteno verde e assistiu apresentações sobre as características desse tipo de produção, aplicações na indústria e sobre o potencial do Brasil como gerador de matéria-prima para a produção de plástico a partir de fontes renováveis.

O projeto tem caráter internacional e, no Brasil, está sendo capitaneado pelo SENAI. A Braskem foi escolhida como piloto para a elaboração do case, que será documentado pelo Centro de Química Verde da Universidade de Yale, nos Estados Unidos. O grupo, que teve representantes da África do Sul, Áustria, Alemanha, Estados Unidos, Colômbia, Egito, Peru, Sérvia e Sri Lanka, ficou impressionado com o grau do desenvolvimento tecnológico na empresa brasileira. Claudia Madrid, Líder Comercial de Químicos Renováveis para Ásia e América Latina da Braskem, apresentou as particularidades do plástico verde e destacou que a troca de conhecimentos em escala internacional tem sido constantemente incorporada nos processos da Braskem:

- Cada país tem prioridades e preocupações diferentes, e tanto a experiência quanto a exigência dos mercados desenvolvidos nos incentivam a reforçar e aprimorar cada vez mais os processos de sustentabilidade. Temos orgulho do trabalho que desenvolvemos até agora e de estar servindo como case internacional – afirma.

Para a coordenadora de Projetos Globais da UNIDO, Petra Schwager, é importante conectar representantes de países em diferentes estágios de desenvolvimento:

- Há países que ainda têm muito a desenvolver e isso é uma oportunidade, porque eles podem fazer tudo certo desde o começo. Queremos evitar erros que cometemos na Europa, em que o processo industrial teve que ser ajustado - avalia.

 

De acordo com Rafael Navarro, responsável pela Gestão de Inovação e do Conhecimento da Braskem, a presença da comitiva reforça o crescimento do interesse na adoção do plástico e da química verde. As informações fornecidas pelos Integrantes da Braskem no encontro serão importantes na próxima etapa do projeto que prevê a elaboração de diretrizes para a difusão de princípios da Química Verde.