Falta de medicamentos para UTIs de Covid-19 preocupa Famurs e Federação das Santas Casas

Acesso aos medicamentos tem sido inviabilizado pela alta demanda e pela elevação de preços

Por Portal de Notícias 29/06/2020 - 10:29 hs
Foto: Banco de Imagens
Falta de medicamentos para UTIs de Covid-19 preocupa Famurs e Federação das Santas Casas
Acesso aos medicamentos tem sido inviabilizado pela alta demanda e pela elevação de preços

Em nota, a Federação das Associações dos Municípios do Rio Grande Do Sul (Famurs), entidade representante dos 497 municípios do Estado, e a Federação das Santas Casas e Hospitais Beneficentes, Filantrópicos e Religiosos do Rio Grande do Sul, representante das 269 Santas Casas e Hospitais Filantrópicos gaúchos, manifestam à sociedade gaúcha e brasileira a sua preocupação com a demanda pelos medicamentos que compõem o kit intubação utilizado nas UTIs destinadas aos pacientes do Covid-19 nos últimos três meses deste ano de 2020 já equivale a totalidade do que foi aplicado em todo o ano de 2019. O acesso a tais medicamentos no mercado farmacêutico tem sido inviabilizado por duas causas principais, a primeira, a alta demanda, e, a segunda, os preços elevados.
“É evidente que a gravidade deste problema está acentuada em razão da pandemia do novo coronavírus. Entretanto, deve-se observar que mesmo com o aumento da demanda de tais medicamentos, tratando-se de uma pandemia em escala global, torna-se injustificável o aumento dos preços. Não se pode aplicar, num panorama de grave crise sanitária e humanitária, conceitos econômicos comuns de elevação de preços. O momento exige sensibilidade social e econômica de todos os agentes que compõe o setor da saúde”, diz a nota.
O kit intubação é essencial para os tratamentos aplicados nas Unidades de Terapia Intensiva (UTI) destinadas aos pacientes afetados pela Covid-19. A falta destes medicamentos afeta a eficiência dos tratamentos aplicados contra a doença.
Em dezenas dos hospitais integrantes da Federação das Santas Casas, Hospitais Beneficente, Filantrópicos e Religiosos do estado há falta dos medicamentos, afetando a saúde e ameaçando a vida dos pacientes.
“Assim, a Famurs e a Federação das Santas Casas e Hospitais Beneficentes, Filantrópicos e Religiosos do Rio Grande do Sul manifestam, conjuntamente, profunda aflição com tal situação, e requerem à sociedade gaúcha e brasileira sensibilidade em relação à tal carência”, diz a nota assinada pelo presidente da Famurs, Eduardo Freire, e pelo presidente da Federação das Santas Casas e Hospitais Beneficentes, Filantrópicos e Religiosos do Rio Grande do Sul, André Emílio Lagemann.

==================
RECEBA NOTÍCIAS PELO TELEGRAM
> Inscreva-se no nosso grupo no Telegram e receba notícias da região Carbonífera!
> Baixe o Telegram na sua loja de aplicativos
> Entre no grupo pelo link:
https://t.me/joinchat/MXKl8hN1N3Ol7kAnfvgcwg
=====================

 








Deixe seu Comentário

Os comentários de leitores, no site ou em redes sociais, não representam a opinião do Portal de Notícias e são de responsabilidade única e exclusiva de seus autores, que poderão ser responsabilizados legalmente pelo seu conteúdo.