Cuidados com a saúde bucal das crianças

O cuidado com a boquinha deve ser iniciado antes mesmo do aparecimento do primeiro dentinho de leite

Por Clin - Clínica Infanto Juvenil 12/04/2018 - 11:03 hs
Cuidados com a saúde bucal das crianças
Preservar a rotina, incentivar o autocuidado e procurar orientação são fundamentais

Neide Ávila- Odontopediatra

O cuidado com a boquinha deve ser iniciado antes mesmo do aparecimento do primeiro dentinho de leite. Na primeira consulta odontológica, os pais receberão informações para cuidar adequadamente da higiene bucal dos seus filhos.  A cárie dentária é uma das enfermidades de maior prevalência no mundo e o risco de desenvolvê-la está presente desde o surgimento do primeiro dente.

Crianças muito pequenas, ainda sem dentes ou com poucos dentes na cavidade oral, deverão receber a limpeza dos mesmos com uma gaze ou com uma escovinha especial para bebês. Devemos iniciar uma rotina, respeitando sempre os mesmos horários com uma frequência de duas vezes ao dia (durante o dia e uma antes de dormir).

Crianças de 2 a 4 anos apresentam dentição decídua completa e com período de estabilidade, nesse momento iniciaremos uma prática odontológica mais efetiva com consultas de rotina ao odontopediatra (duas vezes ao ano ou conforme orientação do dentista). Devemos intensificar o cuidado, acrescentar elementos como o flúor e incentivar o hábito.

Crianças de 5 a 7 anos entram no período das trocas dentárias e também acontece a chegada do primeiro molar permanente. Por isso, é muito importante fazer controles periódicos, já que o risco de cárie aumenta devido a presença de dentes novos e ainda não verificamos uma eficiência na escovação dos pequenos. O controle e supervisão de um adulto se faz necessário até por volta dos 9 anos de idade. Após esse período, diante de um treinamento específico e orientado por um dentista poderemos incentivar a autonomia da escovação.

Preservar a rotina, incentivar o autocuidado e procurar orientação são fundamentais para o sucesso em saúde bucal.

Não é fácil, não existe receita pronta, temos que ter muita paciência e imaginação, para transformar a hora de escovar os dentes em um momento prazeroso, de muito carinho e contato efetivo com nossas crianças.

Cada criança reage, a esse momento “Hora de escovar os dentes” diferentemente da outra. Às vezes para chamar nossa atenção, por birra, por falta de ver os pais praticando essa rotina,  por não ter elaborado a fase oral ainda, etc.

 

Não desistam! Vale muito a pena.