24 de maio: foco nas reformas

As agendas vivas e ativas na conjuntura são as reformas previdenciária e trabalhista: elas afetarão a todos e a mobilização de todos pode influir sobre o andamento das mesmas no Congresso Nacional

Por João Adolfo Guerreiro 19/05/2017 - 17:04 hs

As agendas vivas e ativas na conjuntura são as reformas previdenciária e trabalhista: elas afetarão a todos e a mobilização de todos pode influir sobre o andamento das mesmas no Congresso Nacional. Já o circo midiático e a “grenalização” em torno de pautas como “Lula x Moro” ou, esta semana, “Temer & Aécio”, são agendas passivas, confinadas aos ritos do Judiciário e da Constituição, que apenas desviam a atenção sobre as reformas, narcotizando os que por elas serão prejudicados.

Logo, todos aqueles que vivem de salário devem manter o foco nas atividades de 24 de maio em Brasília, convocadas pelas centrais sindicais de trabalhadores, contra as reformas. Não importa em quem você votou, quem você ama ou odeia, se você é político ou apolítico, se partidário ou apartidário: se tu vive de salário, as reformas vão influenciar a tua vida e a dos teus filhos pelas próximas décadas, determinando quanto tempo vocês irão trabalhar e sob qual gama de direitos.

Numa realidade em que grandes empresários se aliaram a políticos para assaltar o estado, essas reformas jogam no bolso dos assalariados a conta dos atos deles. Você acha que porque eles roubaram e são corruptos você tem de pagar por isso? Por que não fazer reformas tributária e política, colocando a conta no bolso dos responsáveis por essa situação e que são, justamente, aqueles que possuem melhores condições de contribuir? Por que não beneficiar assalariados com baixa renda dos setores público e privado e micro e pequenos empresários, os mais fragilizados nesse momento? Por que não mexer no imposto de renda, aliviando os menores salários e aumentando a alíquota para os maiores? Por que não revisar as taxas para os grandes ganhos de capital e grandes fortunas? A proteção deve ser para os que ganham menos, não o contrário!

 

######

PAULO FREIRE – Dia 02 de maio marcou a passagem dos 20 anos do falecimento do educador Paulo Freire, um dos maiores intelectuais brasileiros, autor do seminal livro Pedagogia do Oprimido, lançado em 1968. Sua obra, traduzida em várias línguas, é um legado imprescindível para a educação brasileira. As principais conclusões práticas de sua teoria estão expressas em seu último livro, Pedagogia da Autonomia (1996), uma leitura que recomendo, por ser, ao mesmo tempo, breve, leve, sintética e abrangente.

######

 

APARIÇÕES DE FÁTIMA – Em 13 de maio último tivemos o centenário da primeira das aparições marianas em Portugal, para três crianças (Lúcia de Jesus, Francisco Marto e Jacinta Marto), em 1917, ocorridas em todo o dia 13 de cada mês seguinte. Fato importante para o Ocidente, tendo em vista o predomínio cristão católico em nossa cultura.